domingo, 26 de junho de 2016

Prova nº 7 - 37ª Corrida das Fogueiras



A aquecer os motores (foto FAZatletismo)


Esta é uma das clássicas  a que estou ligado desde as primeiras edições. Porque gosto do percurso, da Organização, da mística das fogueiras, do público, de toda a envolvência.
Ainda sem grandes objectivos para além de correr com satisfação e sempre na "zona de conforto", acabei por fazer um tempo até bastante razoável: 1,17,26 (1.18,09) o que deu para ficar na primeira metade do pelotão (1291 em 2785). Porreiro, pá.
Aqui estão os resultados completos.

quarta-feira, 22 de junho de 2016

Vai buscar!



Vinha atrás dele, o chato jornalista
De um jornal tão amigo da devassa,
Que o rapaz se passou e assim que avista
O cusco microfone, logo o caça.
E num lance certeiro, como artista
Que mais vezes acerta que fracassa,
Atira o microfone em desatino

Fazendo dele um micro…submarino.

domingo, 19 de junho de 2016

Prova nº 6 -"21 Km Corredor Verde" -Eco Maratona

O Nuno Marques é tramado! A Maratona já estava a decorrer e ele saltou fora para uma selfie com um apoiante.

Um breve comentário...
Um bom teste. Ainda não deu para grandes desempenhos, mas tive boas sensações, principalmente, conseguindo uma 2ª parte melhor que a 1ª (não admira...era mais fácil).

sexta-feira, 10 de junho de 2016

Prova nº 5 - Corrida de Santo António





Santo António, já cá canta
Esta Prova que era tua
E já outra se alevanta
Também sob a luz da Lua.


Fui fazer esta Prova -esta excelente Prova - um bocado às "apalpadelas" para ver como é que a máquina respondia. Saí no final da fila, nos "Sub 70". Frente à Estação do Rossio, ou seja, do local de onde "desapareceu" a estátua do "desaparecido" D. Sebastião.
Dali, nem ouvíamos o speaker  de serviço, (Oh Hugo, pareceu-me que o som estava mais fraquito, ou então, esquece, que posso ser eu a estar mais surdo) mas vim a saber que tinham sido lidas as quadras que ganharam o concurso das quadras dos manjericos que seriam oferecidos no final. Tenho pena de não ter ouvido (só para me babar um bocadinho). Fica para a próxima.
Com um primeiro quilómetro um bocadinho irritado com quem vai a caminhar desde o primeiro metro e não tem a menor noção do local onde se deve posicionar, lá fui evoluindo. E sempre a sentir-me bem.
O resultado é o que se vê, mas encheu-me de coragem para reiniciar os meus treinos e as minhas participações em provas. Ah... e mantive-me totalista do Santo António. Não é dita qual é a edição deste ano, mas acho que é a 6ª. Foi.
Como nos tem habituado, a organização voltou a dar conta do recado com toda a mestria. Parabéns HMS Sports. E até a mudança do horário da Prova (que no ano passado tão criticada foi pelo calor que fez) a veio favorecer. Apreciar o anoitecer durante a corrida é muito agradável. Como em Peniche, no final do mês. Mas antes, vem aí a Eco Maratona, no Monsanto. Quero lá estar, mas fico-me pela meia dose.