domingo, 3 de abril de 2016

O meu reino por uma badalada

Aí está a "colheita" de 2016
Com o Paulo Neves, que metro a metro, foi comigo

Aos 3 Km

Após a Prova, com o pessoal amigo dos Run Lovers


Tinha que ir a Mafra! Não estava fácil. O bom senso dizia-me para estar quietinho e aguentar mais uns dias sem correr, mas aquele "vício" dizia-me que a Corrida dos Sinos era uma clássica que, ao longo de muitas edições sempre fez parte do meu roteiro das provas recomendadas. Testemunham-no a colecção de sinos que guardo religiosamente e a que irei juntar mais um. Podia lá eu faltar! Bem sei que muita gente se estará nas tintas para quantos são os sinos que tenho. Mas eu (e o meu orgulho de corredor  de pelotão) sou a pessoa mais bem colocada para valorizar aquele espólio sineiro. Tanto, que deveria ter ficado em casa mas achei melhor acrescentar-lhe mais uma peça.
Nunca eu demorara tanto tempo a fazer uma Prova de 15 Km. Mas essa preocupação não existia. Parti de cá de trás e fiz todo o percurso na companhia do meu amigo Paulo Neves num ritmo pouco mais que trote, sem forçar absolutamente nada, pois o tempo de paragem (quase 2 meses) e a fraca condição desaconselhavam qualquer tipo de carga. Chegámos à meta, o cronómetro marcava 1,34,30 mais coisa menos coisa. Mas o sininho que trouxe para casa não deixa de ser o testemunho de mais uma... presença (ia a dizer "conquista", mas achei forte de mais) nesta  prova que tanto aprecio.
Aqui está a classificação completa.