A minha Lista de blogues

quarta-feira, 18 de novembro de 2020

quarta-feira, 28 de outubro de 2020

Olha a piadinha...


 

 

Que graça é que há-de ter ganhar assim:

Só no termo do Giro vestir rosa?

O britânico mesmo só no fim

Teve essa sensação deliciosa.

Melhor, o nosso  Almeida, o bom delfim,

15 vezes mostrou a mais vistosa!

O Tao ficou contente, mas em brasa

De só a ter vestido ao ir p’ra casa.

O "Giro 2020" e o peito ilustre lusitano

Nem só as corridas (a pé) nos trazem alegrias. As de bicicleta também. E grande !!!!

Não podia passar sem registar neste espaço os feitos do João Almeida, que alcançou o brilhante 4º lugar no Giro de Itália, depois de ter andado 15 dias com a camisola rosa e o Rúben Guerreiro, que venceu a camisola azul do dificílimo prémio da montanha.

São os novos heróis do desporto nacional, a quem tiro o chapéu. SOIS ENORMES.

 



Cá está o “peito ilustre lusitano”

Saído desta nobre e brava gente

Que percorreu o solo italiano

Escrevendo uma história surpreendente.

 

O Almeida mostrou-se soberano

Superou tudo o que encontrou p’la frente

E num esforço contínuo sobre-humano

Juntou à sua força a forte mente.

 

Quinze dias de rosa, no tal pano

Indicador de quem anda na frente

Liderando tão longa e dura empresa.

 

Um puto que encarnou o génio humano

E pôs todo um País, subitamente,

A exaltar a alma Portuguesa.

 

 

Escutai, que não "virei com vãs façanhas"

(E há tanto p’ra contar desta jornada )

Vede o Rúben, que ganhou nas montanhas

Até onde era possível ir a estrada.

 

Buscou vigor de dentro das entranhas

Colocando-o em cada pedalada

E assim, por coisas destas, tão tamanhas

Viu a sua vitória confirmada.

 

Com o Rúben e o Almeida estarão ganhas

Provas que se adivinham bem esforçadas,

Teremos um ciclismo mais risonho.

 

E o exemplo que vem desta campanha

Fará escola (das mais credenciadas)

E fará realidade o que era sonho.