terça-feira, 30 de agosto de 2011

É "galo"

Vir aqui dizer que Barcelos tem galo, é fazer figura de parvo porque não há, neste País, quem o não saiba.


Mas se disser que, depois desta grande aventura que foi o Monte Branco - o top do ultratrail mundial - Barcelos tem dois homens no top-20 desta grande Prova (Carlos Sá -5º e João Gonçalves-20º) já constitui novidade para muita gente. Gente que gostaria de saber que os portugueses são capazes de proezas que apenas estão ao alcance de muito poucos. Uma prova com mais de 2000 à partida e mais de 50% deles se vêem obrigados a abandonar, dá bem a ideia da dificuldade de tão grande empresa. Mas infelizmente, nada se disse nos órgãos de comunicação generalistas, capazes de fazes chegar a notícia às massas. Nem dos 7 portugueses que a concluíram ( e que grande vitória isso constitui!) nem dos 2 notáveis de Barcelos que acima referi.

Não fosse o nosso amigo Orlando Duarte, ter estado atento, na Net, ao desenrolar da Prova e ir comentando no Mundo da Corrida, o conhecimento ficaria restrito a um número muito limitado de pessoas, na razão inversa da sua importância. Pena é que a sua “emissão” não tenha sido suficientemente captada por quem pudesse amplificá-la.

Por isso e pela forma como foi tratado o assunto em termos mediáticos, se disser agora que Barcelos tem “galo” , já virá a propósito, mas o Trail, em Portugal, também o tem.

9 comentários:

Maria Sem Frio Nem Casa disse...

Do 5º lugar do Carlos Sá, soube-o no domingo nos Trilhos do Monsanto, assim, a notícia passada de boca em boca, como se fosse a notícia de um amigo de longe, trazida, passada e transmitida por outro amigo para outros amigos também, e tudo se passou no meio do pelotão da Corrida!

Agora fiquei melhor elucidada, porque o Fernando aqui divulga.

É uma tristeza Fernando, a NÃO cobertura que os orgãos "oficiais" de comunicação social fazem de feitos destes, quando é sua obrigação informar! O problema é a importância que não se dá às coisas e talvez seja mais importante e de maior interesse público saber que um qualquer futebolista está de férias no raio que o parta e comeu um melão estragado que lhe fez uma tremenda diarreia. O problema é não só o que os meios de comunicação fazem e deixam de fazer, é também a cultura e os interesses de um povo!!! Uma coisa leva à outra é verdade, mas inverter uma tendência dá muito trabalho!!! Vende-se mais e dá maior audiências a notícia da caganeira do futebolista do que os resultados (EXCELENTES por sinal) de portugueses no Monte Branco.

E ainda há quem desvalorize os "bloguinhos" que afinal fazem muito mas mesmo muito pela Corrida, divulgando, informando e opinando.

Um beijinho
Ana

bluewater68 disse...

Completamente de acordo. Pegando nas palavras da Ana, cito «E ainda há quem desvalorize os "bloguinhos" que afinal fazem muito mas mesmo muito pela Corrida, divulgando, informando e opinando». Tenho andado a ler esses "bloguinhos" e em cada um, vou vendo a lista dos favoritos e vou partindo para ooutras leituras. Graças a eles tenho ouvido falar de atletas e de provas que até hoje me passaram sempre ao lado. Infelizmente não há de facto qualquer divulgação na nossa TV, onde um dos canais até tem a obrigaçaõd e prestar serviço público. Ora, em vez de se perder tempo a transmitir conferências de imprensa de treinadores ou jogadores de futebol, que pouco ou nada têm a dizer na maioria das vezes, bem que se podia aproveitar esse tempo para divulgar notícias de todos os restanets desportos, fosse o Trail no Monte Branco ou mesmo uma prova do Iron Men onde 'nós' também vamos estando presentes.
E por causas destas e de muitas outras é que depois se chega as JO e o público em geral fica muito desanimado por ver que as medalhas nos passam ao lado. Como se durante 4 anos tivessem sabido alguma coisa sobre a preparação desses atletas ou se tivessem interessado sobre isso.
Esta notícia e muitas outras têm de ser divulgadas. Se a RTP ou os jornais não o fazem, pois que se divulgue nos blogues. Aos poucos, vão sendo cada vez mais aqueles que vão sabendo destas notícias.

PP disse...

Tambem eu me deixei contagiar pelo vírus utmb e acompanhei a prova do carlos e do armando. Como os meus amigos facebookianos repararam postei fotos em directo dos pontos de passagem, fotos de mapas gps com as posições do pelotão da frente, vídeos, etc.
Temos o país que temos e ele não vai mudar tão cedo. Provavelmente nem nunca mudará. Sobra o nosso entusiasmo e carolice, tal como ao Carlos que sendo um atleta de elite merecia apoios que lhe permitissem atingir o topo. Mas acho que o trail também vive muito de valores que não encaixam na lógica actual do desporto mediático. Portanto, num país já de si pequeno, este conflito de ideais resulta nisto.

José Xavier disse...

Olá Fernando;

também eu segui "online" a prova do Carlos Sá.
Ainda bem que existe aqlguém que divulgue estas coisas.

O ponto é mesmo esse, a questão do desinteresse dos orgãos de comunicação portugueses, que dão muita importância, só aos tais desportos de elite. Só jet7..!!

Um exemplo do que fazem os Holandeses. Por exemplo existe um Holandês que é campeão de jogo da carica e logo dão a notícia com grande destaque.
Posso ilustrar com aquilo que aconteceu com um carteiro, que foi jogar os dardos ( jogo das setas) a Inglaterra e bateu nos campeões há uns anos atráz. Hoje o homem está bem na vida e na Holanda existem os jogos de setas em todos os cafés/ bares, e por outro lado já apareceram mais jogadores que estão no top.
os campeonatos ( que são na Inglaterra) são transmitidos em directo na TV, com milhões de pessoas a acompanharem.

Ou seja a divulgação e o carinho que é dado ao desporto ( neste caso recreativo!)pode levar a outros a também praticarem.

Em Portugal, vivó futebol...e o resto é zero.
Inverter esta tendência é dificil, mas se todos dermos um bocadinho poderá ser que mude!.

Um abraço
dos Xavier's

Fernando Andrade. disse...

Olá Ana

"isto" há-de lá ir! Não sabemos quando, mas se formos passando a palavra, acho que conseguiremos despertar o interesse dos media.

Caro Bluewater
o pequeno alcance que os nossos blogues vão tendo, tem que ser compensado pela espiral de informação que eles podem veicular.

Amigo Paulo Pires
fui injusto contigo pois sei que fizeste muito pela divulgação do UTMN e pela extraordinária conquista do Carlos Sá. Mas ao falar no Orlando, estava também a referir-me àqueles que alimentaram o tópico e fizeram pesquisas, como foi o teu caso. Peço desculpa pela imprudência, mas sei que não levas a mal. O importante mesmo é abanar as consciências de quem teria o dever de informar e ter ficado calado.

Amigo Xavier

Holanda é outro "planeta". Aqui, para se reconhecer qualquer coisa, que não seja o jeito prà bola, é preciso ter... "muito boas recomendações".

Grande abraço a todos

MPaiva disse...

Fernando,

Não segui a prova on-line, mas estava com muita curiosidade quanto ao desempenho do Carlos Sá pelo que, no domingo à noite lá fui ao site da prova e descobri que o "nosso" atleta tinha conseguido um brilhante 5º lugar. O feito é verdadeiramente notável, tanto mais que acontece no mesmo ano em que o mesmo atleta alcançou um 8º lugar na Marathon des Sables.
Quanto à divulgação destes feitos, a culpa é da falta de cultura desportiva dos portugueses, a qual é alimentada pela imprensa desportiva com notícias muitas vezes sem importância nenhuma em deterimento de outras com enorme alcance, que ficam esquecidas.
Solução? Por um lado acreditar que é possível melhorar a cultura desportiva do povo, começando pelos jovens (é mesmo uma questão de fé, porque aquilo que vemos ser feito é muito pouco e fraco). Por outro lado, criar espaços de divulgação destas realidades "alternativas" que, se bem alimentadas com factos de relevo, acabará por ir criando um público interessado e cada vez mais significativo em número.

abraço
MPaiva

Fernando Andrade. disse...

Nem mais, Miguel.
Subscrevo na íntegra as tuas palavras.Pena é que isso demore muitos anos e eu gostava muito de assistir à "mudança". Mas o importante é seguir o caminho...
Grande abraço.

Jorge Branco disse...

Mas essa isso do desporto não é só aquela coisa de 11 sujeitos, em cuecas, a correr atrás de uma bola?
Se acabar a Meia das Lampas posso gritar GOLOOOOOOOOOOOO???

Fernando Andrade. disse...

É mesmo GOLO, Jorge. Um ganda golo.
A "baliza" estará lá à espera.
E o dia 10 de Setembro está quase aí.
Abraço.