segunda-feira, 23 de setembro de 2013

Os juniores na meia



Há os que sempre estiveram contra uma proibição mal explicada e que acaba de ser levantada ao fim de muitos anos. Mas há também aqueles que continuam a achar que é perigoso o levantamento desta proibição; que tudo estava bem e que a medida agora tomada é coisa de quem não entende do assunto (vide comentários no post anterior).
Enquanto não foi proibido, tínhamos grandes valores no Atletismo Jovem. Ao cabo de não sei quantos anos de proibição – supostamente, para proteger a juventude -  que Atletismo jovem temos ?
A eficiência das medidas avalia-se pelos resultados. Não fica provado que uns ou outros tenham razão. Mas o tempo acabou por nos dizer que há mais razões para acreditarmos nos primeiros que nos segundos.

Honra seja feita à Revista Spiridon por sempre ter defendido esta velha reivindicação e à nova Direcção da FPA, por ter tido a sensibilidade para a entender.

2 comentários:

Anónimo disse...

Mais uma vez estás a dar a palavra a todos, mas não vou correr o risco de alguém “honesto intelectualmente”, me acuse de desonesto intelectual…

Depois do Luís Leite…

Um Abraço!

Orlando Duarte

Fernando Andrade. disse...

É verdade, Orlando. Gosto que haja contraditório, embora prefira correcção na postura divergente. Quanto à "desonestidade intelectual" não passa de uma expressão com alguma sonoridade mas que, em boa verdade, não faz qualquer sentido assim aplicada. Será que consiste em usar ideias roubadas? Ou serão apenas os "bitaites" que dão essa condição?
Os teus comentários, mesmo que "desonestos" serão sempre bem vindos a este espaço. Grande abraço.