domingo, 9 de agosto de 2015

VII UTNLO - O "Casal em Questão"

Foto do Blogue da Isa "Um dia descobri que adoro correr"
Trai-lai-lai, felizes vão
Correndo nesta jornada
Bem dispostos, no pelotão,
Não lhes importa mais nada
Para o Casal em Questão.

Tinham prestado atenção
Que a distância anunciada
Seria um grande serão
Pois a sua duração
Não estaria limitada.

Trai-lai-lai, felizes vão
Numa tranquila passada
E saboreiam bom melão
Que em cada mesa abastada
Serviam de refeição.

Zero de preocupação
Quanto à hora da chegada!
Que apesar da lentidão
Viam mais gente atrasada,
- Sinais do “vassoura” não.

Trai-lai-lai, felizes vão.
Chegam à praia dourada
Onde estaria instalada
A mesinha do melão.
P’ra sua satisfação.

Eis que lhes cai tudo ao chão
Num momento inesperado
Quando a Organização
(Ou  Belzebu disfarçado)
Lhes diz sem contemplação:

"-Não passareis daqui, não!”
Que o tempo já está esgotado;
Se quiserdes, pois que vão
Mas a Organização
Já não vos presta cuidado”.

“-Ai não?!? Pois então que vão
P’ra um sítio determinado!
Não  é norma. È invenção!
Pois com esta decisão
Tendes o caldo entornado.”

E na determinação
De cumprir o estipulado
Vai o Casal em Questão,
Em completa solidão,
Correr mais um bom bocado.

Trai-lai-lai, danados vão
Com o dia já instalado.
Será o Castelo ou não?
Quando com a aproximação
Ficou tudo confirmado.

Eis que o Casal em Questão
Dá por finda esta jornada
Passa a “Porta da Traição”
E p’la sua própria mão
A passagem é registada.

Da grande satisfação
De tudo ter superado
Sente a mágoa, a rejeição
De uma Organização
Que o deixou abandonado.

Pode o Casal em Questão
Depois de recuperado
Conceder o tal perdão
Quando a Organização
O tiver solicitado ?

Pode! ( e agora, deixemo-nos da brincadeira das rimas). Tenho sempre dito que guardo o maior apreço, admiração e amizade pelos organizadores do UTNLO. Pôr de pé este evento não é coisa fácil. Dá um enorme trabalho. Desgasta. Tenho também a maior consideração pela Isa e pelo Vitor e admiro muito a sua postura enquanto atletas e o seu exemplo de saber estar na vida desportiva. E sei também que, muitas vezes, surgem grandes amizades que tiveram como ponto de partida situações “azedas” que foram inteligentemente resolvidas.  Daria por tão bem empregada esta hora e meia que estive de volta disto, se o “Casal em Questão” aceitasse ser convidado da Organização do VIII  UTNLO !!!
Que me dizem?  Hum…hum?









10 comentários:

JoaoLima disse...

ESPECTACULAR!!

Parabéns caro amigo, está espectacular (inclusive o texto final também muito bom)

Um abraço

Isa disse...

Nem tenho palavras amigo Fernando.
Eu e o Vitor assim que lemos isto ficámos ambos completamente...como digo...sem palavras.
Está lindíssimo!
Profundamente agradecidos pelo tempo e dedicação que teve com estes belíssimos versos.
Já recebemos desculpas por parte da organização e já aceitámos essas mesmas desculpas.
Quem sabe se para o ano não estaremos por lá para nova aventura.

Muito obrigada por tudo e um grande beijinho.

Luis Estêvão disse...

Muito bom! :)

Abraço

Fernando Andrade. disse...

Olá, Isa
Fico muito feliz por ter gostado. Fiquei-me pelo blogue, porque tive receio de estar a passar dos limites com a exposição do assunto (por isso não pus um link no fb). Mas assim estou mais à vontade. E o admitir "voltar à aventura" deixa-me duplamente satisfeito. Embora não tenha nada a ver com a Organização, eu é que agradeço terem reconsiderado as vossas legítimas posições. Beijinho.

Amigos João Lima e Luis Estêvão, ainda bem que gostaram daquilo que parece uma ficção, mas que teve heróis reais, de carne e osso. Abraço

Anónimo disse...

Não obstante não ter que ver com a organização, sou suspeito, pela enorme admiração e amizade que tenho com eles, mas era com enorme satisfação que via o "Casal em Questão" nos blocos de partida da edição de 2016!

Obrigado Fernando por este contributo para o degelo e, quem sabe, o (possível) regresso do Casal a Óbidos!

Um Abraço!

Orlando Duarte

Fernando Andrade. disse...

Obrigado, Orlando.
É claro que partilho dos teus desejos de ver o "Casal em Questão" no VIII UTNLO.
Tenho fé que sim.
Um Abraço.

vgoncalves disse...

Fernando Andrade, o amigo tem um dom!
Este texto está maravilhoso!
Muito obrigado pelas suas palavras!
Aceitámos as desculpas da organização e não pomos de lado a possibilidade de lá voltar.

Mais uma vez, muito obrigado!

Abraço

Fernando Andrade. disse...

Bravo, Vitor.
Com esta recreação à volta do sucedido, só quis mesmo aligeirar as coisas e "soltar as pombas brancas todas que tinha em casa", para que elas cumprissem o seu papel. Maravilhoso é esse efeito. Vemo-nos em Óbidos em 2016 e quero uma foto convosco. Mas antes temos as Lampas: a 39ªMMSJL. Já vi que estão inscritos. Abraço.

joaquim adelino disse...

Muito bonito Fernando, o casal em questão merece estas palavras de apreço e sei que irão ser correspondidas. São muito simpáticos e já ganharam o seu lugar entre nós. É desta fibra que somos feitos, aqueles que não dobram cujas convicções passam pelo respeito, não só ao concederem mas também ao receberem, abraço

Carlos Cardoso disse...

Muito bom. O assunto parece estar sanado, e pelo andar da carruagem, para o ano teremos o casal maravilha novamente em Óbidos. Quando as partes envolvidas são pessoas de bem, um entendimento torna-se fácil :)
Aquele abraço