sábado, 26 de março de 2016

Ensaio Geral do 4º Trilho das Lampas



Aproximai-vos,meu povo...


...e escutai uma breve apresentação desta jornada...

... e encaminhemo-nos para o local da Partida, tal como na Prova oficial.

Iniciemos, então a correria 
Foram cerca de 200 os que responderam positivamente ao nosso convite e que participaram alegremente  neste ensaio. Muito foi dito no Facebook, mas quero que o "Cidadão" guarde também alguma coisa deste dia, 25 de Março, 6ª Feira Santa. Eis o texto publicado no evento do fb.


Perante o que ontem se passou em S. João das Lampas, impõe-se deixar umas palavrinhas. Confesso que queria fugir à lamechice, que pode parecer falsa modéstia, mas acho que não sou capaz.
Depois de ler os comentários que foram escritos a respeito, fica a sensação de que “somos muita bons” perante o sucesso alcançado com este Ensaio do 4º Trilho das Lampas. Só que, este “sucesso” tem muito pouco a ver com a “organização” , mas tudo a ver com os participantes. Vejamos: sucesso no sistema de inscrições; sucesso na distribuição dos dorsais; sucesso nas classificações; sucesso na entrega dos prémios; sucesso pela inexistência de reclamações. 
Ou seja, para haver “sucesso” basta que se retirem de cena, os factores que podem causar problemas. Se ninguém deu pela falta deles e sentiu a envolvência que um trilho proporciona e, no final, vem de sorriso estampado no rosto, então foi um Sucesso (sem aspas e com maiúscula).
A satisfação foi geral, sendo que a nossa foi, de certeza, maior: felizes são aqueles que ao chamarem pelos amigos, eles aparecem às centenas para partilhar de um gosto comum. Muitos tiveram de madrugar, de fazer longas deslocações para estarem connosco num acto que não conta para estatísticas. 
Depois, temos a visibilidade do evento. Os vários álbuns de fotos que o testemunham foram, na sua grande maioria, da autoria dos próprios visitantes. Como dizia o poeta, o que acontece é o que é visto. E é graças aos milhares de fotos que foram tiradas que este ensaio assume uma dimensão bastante maior.
Estamos profundamente agradecidos a todos os que nos trouxeram imagens, a todos os que nos felicitaram, a todos os que teceram simpáticos comentários. O êxito obtido é inteiramente vosso. Nem sequer temos a lata de vir dizer que o queremos partilhar convosco, só porque tratámos do abastecimento. Nós apenas marcámos uma data e definimos um percurso. Tudo o resto ficou por vossa conta. Por isso queremos que sintam este Trilho como vosso.
Uma palavrinha final para o dia 14 de Maio, data do 4º Trilho das Lampas. Muito gostaríamos que a prova fosse vista com o mesmo espírito que neste ensaio. As condições serão outras. Serão aquelas que estiveram na sua génese e estaremos perante uma “mística” maior.
Muito obrigado a todos por terem aceitado o nosso convite e, sobretudo, pela generosidade dos vossos comentários a respeito deste Ensaio, que registamos com apreço. 
Grande abraço.

3 comentários:

Jorge Branco disse...

Eu até tenho vergonha de nunca ter estado presente! Mas sempre tenho a "desculpa" de cada vez se tornar mais complicado sair aqui da "toca"! Mas ainda conto estar presente um dia.
Um abraço Mestre!

Fernando Andrade. disse...

Obrigado, Amigo Jorge.
Olhe que este vinha mesmo a calhar para si, pois tinha também caminhada, com partes comuns ao Trilho. Mas também compreendo que a distância não é coisa fácil de se ultrapassar.Paciência. Havemos de encontrar outra oportunidade.Grande abraço.

Maria Sem Frio Nem Casa disse...

Ainda ontem me disseram (da boca de quem lá esteve pela 1ª vez): É que ninguém diz mal! Só ouço dizer bem! - ah, pois é, confirmei, não que não haja também coisas a correr menos bem nas organizações das Lampas, mas é aquele o espírito: um empenho gigante para que todos se sintam bem recebidos e queiram voltar! E assim tem sido! Em todos os eventos que organizam!