domingo, 1 de maio de 2016

4ª Prova do Ano : 1º de Maio (35ª Edição)

Com o Paulo Neves, no "local do crime"
Com o meu amigo Mário Lima, que registou o momento
...e mesmo que esteja frio / Que os barcos fiquem no rio /Parados sem navegar / Passem por mim no Rossio...(chega)
foto do Luis Clara


1º de Maio é 1º de Maio. Por isso, mesmo com algumas "peças" ainda presas por arames, não podia faltar à Festa que também é minha, ainda mais, quando o meu amigo Paulo Neves, que tem uma atracção especial por esta Prova que lhe serviu de iniciação às boas práticas, veio dizer-me que queria celebrar mais um ano.
Tal como em Mafra, nos Sinos, a ideia era passear no percurso de 15 Km, enquanto os outros corriam, consciente de que o pior que poderia fazer era exigir do meu corpo um esforço que ele não está em condições de fazer. Vamos com calma.
Logo à chegada ao Estádio, o agradável encontro com muitos amigos e com o pessoal da minha equipa, a ACB, com a respectiva foto de família, e rapidamente se fez hora de irmos para o interior do dito, onde iria ser dada a partida e onde haveríamos de voltar depois de percorrermos as principais avenidas de Lisboa.
O Paulo quis ir sempre comigo e juntou-se a nós o Armando Parreira, que nos foi distraindo com as suas estórias até aos 10 Km. Depois, ala, Almirante Reis acima, nunca mais o vimos.
Chegámos tranquilos, sem sinais de cansaço, mesmo com zero treinos. O cronómetro da meta marcava 1,29,24h a que teremos de descontar cerca de 2 minutos. Bem bom. Agora quero saber como serão os dias seguintes. Se não tiver feito asneira, pode ser que o regresso esteja para breve. Assim seja.
Resultados aqui.

2 comentários:

JoaoLima disse...

Muito bom, amigo Fernando! Parabéns!
Parado, e sem qualquer treino, e fazer um tempo abaixo da hora e meia é obra

Um abraço e bom regresso

Jorge Branco disse...

Pois é obra mesmo! E com treino esfarrapo-me todo para fazer isso mas pronto são "carros" com motor muito diferente!
Aquele abraço.