sábado, 31 de dezembro de 2016

14ª Prova do Ano: 9ª S. Silvestre de Lisboa


Desta vez, realizou-se de manhã. O dia esteve perfeito (um bocadinho de frio, que rapidamente desapareceu, quer pelo efeito do sol, quer pelo efeito do calor gerado pela corrida).
Receava que a prova feita há apenas 12 horas, não me permitisse grande desempenho, mas a verdade é que voltei a surpreender-me ao fazer um tempo líquido de 48,26, menos um minuto e tal que nos Olivais.
Esta S. Silvestre, a cargo da HMS é de uma grandeza enorme, com 6280 atletas à chegada. Porém, quanto a mim, perdeu muito do seu encanto por deixar de ter como cenário as iluminações de Natal, principalmente na Avenida da Liberdade, totalmente preenchida por gente a correr, quer a subir, quer a descer. De resto, nada a apontar a uma organização experiente e com provas de competência já dadas e que reafirmou o seu saber em todos os parâmetros de avaliação. Parabéns ao Hugo Sousa e a toda a sua extraordinária equipa que, depois desta, ainda foi tratar da S. Silvestre da Amadora, a mais antiga de Portugal que eu, vergonhosamente, ainda nunca fiz. Talvez em 2017.
9 Edições, 9 presenças! Sinto-me com sorte e honrado por me manter totalista em Lisboa.
Todos os resultados aqui.

Sem comentários: