segunda-feira, 14 de dezembro de 2009

Apresentação das Melíadas



A Mesa (Joaquim Antunes,Ver.Paulo do Carmo, Vice Presid.Aníbal Cardeiro,Eduardo e eu)
Socorro !!
O Joaquim Antunes indo às origens
O Orlando Duarte sendo simpático comigo
"Oh p'ra mim
Armado em Saramago
A assinar o Caim "
(Com a Dina Mota à espera)

Com o Paulo Silva, Eliana e Helder Jorge

Com o Paulo Silva e Tigre

Com o Joaquim Antunes



Com o Orlando Duarte



Atrasei-me, mas não quis deixar de aqui vir trazer algumas palavras sobre o dia 12 de Dezembro, em Grândola. É uma data que não vou esquecer, pois senti-me rodeado de gente amiga que estava ali para confraternizar no IV Encontro do Mundo da Corrida e, ao mesmo tempo, assistir a acto da apresentação do livro “Melíadas” em que apareceram coisas que escrevi, sem fazer ideia de que esses escritos, um dia, viriam a ser reunidos (e aliados a fotos que ilustram na perfeição o que ali é dito) numa publicação que deixou o espaço virtual e se tornou “de carne e osso” ao alcance mesmo de quem está menos familiarizado com as teclas e com o monitor.

Confesso que me senti atrapalhado, ao considerarem-me “autor da obra”! Autor? Obra? Eh lá... isto começa a “piar fino”! Ainda se fosse só para a malta amiga... mas também ali estava o Senhor Vice-Presidente da Câmara o Senhor Vereador do Desporto (que teceram elogios ao trabalho)... e isso fez-me encarar com algum respeito uma coisa que tinha sido feita na brincadeira.

De certezinha que foi visível a minha insegurança a fazer as dedicatórias a quem me pedia que as fizesse! Depois...lá está, o pessoal com pressa e eu a enganar-me nos nomes, ou a passar pela vergonha de rasurar, ou pior ainda: começar a frase e não me lembrar como tinha pensado fazê-la e ficar “pendurado” a meio e ter de “arrematá-la” com metade da força que lhe queria imprimir. Coisas que acontecem a quem se mete numa área que não conhece.

À parte isso que senti ( e isso são coisas só minhas, mas que não resisto a partilhar convosco) a verdade é que também me senti acarinhado por toda a gente e até achei que – se não, lá vêm dizer que estou a ser modesto - tinha contribuído para a divulgação do Melides-Tróia de uma forma especial.

Mas o que o Melíadas pode ter de mais especial é a emoção que ali transparece e que é facilmente captada por quem já fez a Prova, ou por quem a deseja vir a fazer, ou talvez ainda, possa fazer despertar essa vontade a quem sinta que, ao estar protegido pelos deuses ali invocados e ter as ninfas a assistir à sua aventura, não terá mais razões para não conhecer esta enorme e bela faixa de areia, correndo ou caminhando.

Também o prefácio do então Vereador do Desporto (e actual Vice-Presidente da Câmara, Engº Aníbal Cordeiro) me deixou... “embasbacado” por tão elogioso (mesmo que tenha sido piedoso no exagero).

Quero ainda deixar uma palavra de apreço pela forma como a Câmara Municipal de Grândola nos acolheu e apadrinhou este Encontro (Obrigado Sr. Vice-Presidente, Senhor Vereador e Drª Margarida Moreno e restante pessoal que nos deu apoio), bem como pelas brilhantes prelecções efectuadas pelos convidados (Prof.António Aguiar que nos transmitiu o ABC da Orientação; Drª Filipa Vicente, que nos trouxe as bases da Nutrição aplicada ao Desporto; José Martins, com as suas noções de Yoga que nos ajudam a ver a vida de uma forma diferente; Paulo Silva, talvez o maior especialista em calçado desportivo do País; Paulo Veiga, com excelente demonstração de como deve ser feita a massagem desportiva). Registo também – e guardo no coração- as palavras amigas que me foram dirigidas pelo Joaquim Antunes, Eduardo Santos, Orlando Duarte e pelo Zen (que não podendo estar presente, nos enviou uma mensagem escrita).

Foi um prazer ter sido acompanhado por amigos (Carlos Fonseca, Tigre,
Luis Parro, Joaquim Adelino, Amílcar Romão, acompanhados pelas respectivas, Tiago Martins, Helder Jorge e Eliana, Paulo Mota e Dina Mota (foi um prazer conhecer-vos), Ana Paula Quintas (que desde os tempos do Triatlo não via) e, claro, a Margarida, que não só fez uma excelente reportagem fotográfica, como controlou a distribuição dos livros. Também os atletas amigos de Grândola marcaram presença, o que registo com muita satisfação. Não queria esquecer-me de ninguém, mas se isso aconteceu, por favor, não me levem a mal.

Termino este apontamento partilhando este trabalho com todos aqueles que animaram o tópico do Raid Melides-Tróia, com comentários que proporcionaram a continuidade das Melíadas, pedindo desculpa pela descontextualização que acaba por, fatalmente, desfavorecer a sua compreensão a quem não acompanhou o Forum do Mundo da Corrida, mas que, mesmo assim, se espera seja do vosso agrado. Obrigado a todos.

8 comentários:

Luis Parro disse...

Bela manhã em Grandola. Agora que já passei o livro "a pano" digo apenas:
Superou as minhas melhores espectativas...E já aconselhei (por raro acaso, ao almoço) a uma atleta de elite, habitué do RAID!!!
Ficamos a guardar a 2ª edição, revista e melhorada, pois o Amigo Fernando não vai ficar "a dormir sobre os LOUROS"...Escritor que faz um livro faz um Cento
VIVA AS "MELÍADAS"
Luis Parro

joaquim adelino disse...

O tempo disponível que dispomos é sempre pouco e gostaria de ter ficado mais tempo. Mas o essencial consegui apanhar, ainda andei perdido em Grândola mas consegui chegar a tempo e assistir ao inìcio da Sessão.
Se estiveste "aflito" não se notou, pausada e calmamente ficámos cativados pelo desfilar da narração e aqui e ali com algum humor trocado com o Joaquim Antunes que nos divertiu imenso.
Gostaria de continuar a partilhar momentos destes, a edição de 2010 já está marcada, motivo suficiente para partir para novas aventuras, não só para o Fernando mas para todos, os que já lá foram e os que se preparam para ir pela 1ª vez.
Longa vida para o MELÍADAS.
Abraço.

Maria Sem Frio Nem Casa disse...

Muitos Parabéns Fernando. "Melíadas" é uma verdadeira obra-prima que ilustra uma prova fantástica que um dia ainda hei-de correr.

Um grande beijinho

Ana Pereira

António Almeida disse...

Caro Fernando
tem como sabe qualidades de eleição para escrever, "cantar" as Melíadas é já de "génio", parabéns.
Muito bem a Câmara de Grândola no apoio dado e na visão que o livro pode ser uma mais valia para o livro.
Venham mais Melíadas e venha mais UMA.
Grande abraço..

Fernando Andrade. disse...

Amigos Luis e Adelino

Muitíssimo obrigado pelas palavras estimulantes e por terem estado presentes na apresentação.

Amigos Ana e António
Fico sensibilizado pelas vossas palavras, que muito agradeço. A falarem assim, ainda fazem de mim um "convencido",eheh.
Ana, faz favor de recomeçar a treinar, para no dia 1 de Agosto, isso estar afinadinho e se apresentar em Melides.
Grande Beijinho.
António, quanto a nós, já se sabe, lá estaremos para mais UMA.
Abraço.
FA

João Paulo Meixedo disse...

Acho que a melhor homenagem que posso fazer é estar presente na próxima edição .. da prova e do livro
Um enorme abraço..

Fernando Andrade. disse...

Obrigadão, amigo Meixedo.
O objectivo é mesmo esse: procurar "seduzir" a malta que gosta de corrida e da aventura. è um dia inesquecível, que nos faz pensar nelo o resto do ano.
Abraço.
FA

Anónimo disse...

Comapanheiro
Em primeiro lugar um grande Ano de 2010.
Que grande livro sobre uma prova que na minha opinião pessoal a par da Serra da Freita é das mais complicadas de se fazer, e que já acabei de ler.
E também agradecer o teu comentário ás minhas provas efectuadas em 2009.
Álvaro Pinto