segunda-feira, 16 de maio de 2011

Luto na Maratona

Samuel Wanjiru :1986-2011
Ia eu para escrever algumas linhas sobre a III Edição da Meia Maratona na Areia, que ontem se realizou na Costa da Caparica, quando vejo na minha barra lateral que, quer o Carlos Castro, quer o João Lima, quer ainda o Rodrigo Silva (e vejo agora, Jorge Branco) traziam à estampa a surpreendente e trágica notícia da morte de Samuel Wanjiru! Perante isto, deixarei para mais tarde aquele propósito, pois este caso deixou-me verdadeiramente estupefacto.


É que o Samuel Wanjiru – a que me referi num texto que aqui trouxe em Agosto de 2008 (e publicado na Revista Spiridon) - era o meu ídolo da actualidade, quando apenas com 18 anos bateu o record mundial da Meia Maratona, o que, qual Galileu Galilei, veio provar o contrário da “verdade” instituída no nosso Pais, onde os juniores não podem correr a Meia Maratona.

O Samuel morreu. Fica assim interrompida, abruptamente e de forma irreparável, a carreira do atleta que, retirou o record olímpico a Carlos Lopes que durou 24 anos. Tantos quantos tinha o Samuel no fatídico dia de ontem.

A Maratona está de luto.

4 comentários:

Samuel disse...

É realmente uma perda irreparável!

elis disse...

oi, fernando!!!

puxa, que notícia inesperada, e triste!
um atleta tão jovem, tão talentoso!

Carlos Castro disse...

É difícil de digerir uma notícia destas, principalmente depois de uma noite de trabalho... quando me preparava para repousar um pouco, tive a tentação de abrir o "mail". Estava em inglês, mas vi logo a tragédia... Muito difícil de digerir. Também há dias tinha feito referência a este grande atleta, como um dos poucos que podia baixar das duas horas o recorde da maratona...

MPaiva disse...

Também fiquei chocado.

abraço
MPaiva