terça-feira, 19 de julho de 2011

A Retoma (da escrita)

Havia já mais de um mês,
Mais de um mês e um dia
Que o cidadão de corrida
No blogue nada escrevia.

E neste tempo perdido
Em que tanto acontecia
Este silêncio indevido
Mais estranheza fazia.

-Onde é que anda o cidadão
Que não dá sinais de vida?
Terá alguma lesão?
Alguma perna partida?

Nem tenho perna partida
Nem tenho qualquer lesão
Mas fiz a última Corrida
No Porto p’lo S. João.

E fiquei tão encantado
Com a Prova que lá fiz
Que a queria ter relatado
Com ar de gente feliz.

Mas o tempo foi passando
e o compromisso que tinha
deixei-o ir-se arrastando
a ver se a vontade vinha.

E, no fundo, uma expressão
Talvez reflicta o que sinto
Quem corre p’lo S. João
Com esta Organização
Corre e sente-se distinto.

E, para que fique registado, demorei 1,12,14 nos 15Km daquele belo percurso, comum com o da Maratona do Porto, cuja 8ª Edição está marcada para 6 de Novembro. E eu quero lá estar.

4 comentários:

JoaoLima disse...

Já tínhamos saudades destes belos escrito, amigo Fernando!

Um abraço

horticasa disse...

Seja bem vindo, ainda bem que a razão da demora foi, preguiça??
Está perdoado, também eu já tinha saudades dos seus escritos e das suas visitas.
beijinho eugénia

Maria Sem Frio Nem Casa disse...

Ufa! Até que enfim. Estava a ver que se lhe tinha acabado a vontade de continuar a fazer do "Cidadão" este local distinto e especial que só ele é!

Boa retoma Fernando, e vá, não nos deixe assim, tanto tempo sem nos dar o privilégio de ler as suas palavras aqui neste seu espaço muito seu e que tem de continuar vivo!

Um grande beijinho

Ana

Fernando Andrade. disse...

João, Eugénia e Ana

Muitíssimo obrigado pelas palavras e pelo incentivo.

Grande abraço.