domingo, 1 de janeiro de 2012

S.Silvestre de Lisboa

Terminei o meu ano de corridas, com a 4ª S. Silvestre de Lisboa, menos de 24h depois da dos Olivais.


Gostei.

A tarde estava convidativa para correr pelo coração de Lisboa rodeado de milhares de companheiros e companheiras. Sabia que o tempo feito na véspera (46,30), num percurso bastante mais acidentado, me aconselhava a uma certa contenção.

O meu dorsal tinha a anotação de “40” – queria isto dizer - vim a saber depois - que deveria entrar para a zona da partida na porta destinada aos sub-40. Como não tinha esse objectivo (nem podia) e não querendo ser empecilho para ninguém, resolvi entrar na porta dos Sub-50, pois aí, já estaria de acordo com a minha condição. Porém, o zeloso segurança, não me permitiu entrar! Ainda disse que se fosse ao contrário é que seria de impedir, mas assim… ! Inflexível, não autorizou e eu, obedientemente, lá fui para a porta dos sub-40. O segurança estava a cumprir a sua função, pois ninguém lhe terá dito que poderia haver atletas credenciados com um tempo rápido que quisessem entrar para um sector mais lento. Mas pronto, entrei na porta certa e vim para junto da divisória dos sub-50.

A partida, junto aos Restauradores, foi feita a descer e, apesar de correr em pelotão compacto, passo o 1º Km em 4,20, segundo informação do João Hébil, pois eu deixei de correr com relógio. Era muito rápido e eu sabia que dali a mais 2 ou 3Km teria de reduzir o andamento. Sem saber, estava a correr ao lado do Pedro Ferreira, quando ele, em Santa Apolónia, me diz :-“Já assobias…!” . Ai não... As minhas expirações sibilantes, eram as minhas “campainhas” para abrandar. Retorno à Praça do Comércio, subida pela Rua da Prata, Rossio, Restauradores (passagem pela Meta) ,subida da Av. Liberdade. Vejo a placa “Não te assustes com a subida”. Rotunda do Marquês de Pombal, subida da Fontes Pereira de Melo e retorno no Saldanha. Nova placa: “ Prego a fundo, Agora é sempre a descer”. Tinha, era que haver pernas. Se perdi algumas posições a subir, não notei que as tivesse perdido na descida. Acho até que consegui ganhar algumas. Lá está a Meta: 46,39 (46,21 t.chip). Classifiquei-me em 633º.

Reparei que sou totalista desta Prova :

1ª Edição (2008) 44,59 -530º (entre 1798)

2ª Edição (2009) 46,40 -691º (entre 3037)

3ª Edição(2010) 45,32 – 651º (entre 3552)

4ªEdição (2011) 46,21 – 633º (entre 2451)

Gostei muito da Prova, pois tem uma boa estrutura organizativa e boa animação. Fiquei surpreendido com o decréscimo no número de participantes, pois tive a ideia (talvez porque neste novo percurso, nos cruzámos durante mais tempo com os outros atletas) de que havia mais gente este ano. Enganei-me, pois a quebra de 1/3 demonstra que a Organização cometeu um erro crasso ao optar pela data de 31 de Dezembro, que, por tradição pertence à SS da Amadora que tem os seus participantes fiéis e que não viram com bons olhos esta sobreposição evitável. Claro que há sempre aqueles que, tendo ainda uma hora para se fazerem transportar até à Amadora, iriam a ambas, mas esses “gloriosos malucos” não chegaram para que Lisboa deixasse de ser afectada. Tenho que reconhecer que esta quebra de Lisboa, foi a penalização pela má opção na escolha da data e talvez um certo “convencimento” prematuro que atingiu um patamar de onde nunca desceria. Certamente serão retiradas daqui importantes ilaações.

Se não está em causa a qualidade organizativa deste grande evento, já não se pode dizer o mesmo em relação ao respeito pelas Organizações que, ainda que mais modestas, andam cá há muitos anos …”a virar frangos”.

Apesar deste deslize (ainda, de certa forma, remediado com a antecipação da hora –se não seria pior) esta fabulosa Organização, está de Parabéns pela excelente Prova que nos proporcionou e com que terminei 2011.

7 comentários:

JH disse...

Também sou totalista nesta prova, mas hoje (ontem)nao tive pernas para ti.
Estavas imparável ... assim que para te dar guerra hoje já fiz o meu primeiro treino do ano ...
(nao acredites nisto mas é sempre bom começar com entusiasmo)
Abraço

Jorge Branco disse...

Mais uma Fernando! Parabéns!
Aqui está "Raposa Manca" para se tirar do seu Ribatejo adoptiva é cada vez mais difícil. Só ser for por uma grande causa como umas certas Rampas lá para os lados de Sintra!

José Xavier disse...

Olá Fernando;

Isso foi fechar o ano em grande, com dose dupla em menos de 24h!!!

Sobre o reparo que fazes, acerca de coincidência de datas, isso peca mesmo é porque infelizmente a quantidade de atletas, é curta. Hoje em dia aqui na Holanda, as organizações já se "dão ao luxo" dedeterminarem o máximo de participantes. Que diferença hein!!

Bom ano

dos Xavier's

Fernando Andrade. disse...

Grande João. Vamos manter o "totalitarismo" por quanto tempo?
Olha que eu, este ano, ainda não comecei a treinar.
Abraço

Jorge
Há sempre boas causas para sair do Ribatejo, como há boas causas para lá entrar. Quanto a "rampas" também as temos por muito lado. Vai ter que alinhar em Monsanto na próxima. Basta anunciar a sua vontade. A "logística" há-de se arranjar.
Bom ano, Amigo.

Grande Xavier
eis-nos em 2012, prontos para o que der e vier, esperando que o que venha não seja tão mau como dizem.
Pois, por aqui também há organizações que limitam os números à medida das capacidades que têm. São é poucas as que se dão a esse luxo. Mas não quero estar a fazer comparações, pois sei que estamos a anos-luz. Mas a coisa vai evoluindo nas mentalidades das pessoas. Pena que haja poderes públicos que assim não entendam.
Amigo Xavier, um grande abraço para ti e um beijinho para a Amélia e um 2012 à maneira para ambos.

Mário Lima disse...

Andrade

Essa do segurança não te deixar entrar para os tempos inferiores ao teu é realmente falta de conhecimento do mesmo.

Lembro-me nas provas do Concelho alguns mais velhos optarem por se inscrever em escalões mais novos pois aí tinham mais possibilidades que nos escalões onde se encontravam.

Uma prova com carateristicas já muito conhecidas. Nada de novo, no entanto é sempre bom correr nas ruas da capital e ainda por cima com um tempo magnífico.

Mesmo com uma tua prova perto da outra, só te vi os calcanhares no início.

:)

Abraço e lá estaremos em Sintra.

Alfredo Afonso disse...

Gostei muito do relato da prova. Também eu gostei muito de participar.
Só não concordo com as considerações sobre a data da prova: o decréscimo de participantes deveu-se ao dia em que a prova teve de ser realizada e não ao facto de existir a prova da Amadora, no mesmo dia. A prova da Amadora não compete com a de Lisboa (são públicos muito diferentes).

O problema é que uma parte do "público" da de Lisboa não está em Lisboa no dia 31. Simplesmente, este ano, não havia alternativas.
O fim-de-semana anterior era o de Natal e não acredito que as autoridades pudessem permitir fechar o trânsito na Baixa numa sexta-feira.

tutta disse...

Parabéns pelas boas participações nesta prova e por fechar um excelente ano de corridas.
Abraço e boas provas em 2012.


tutta/BALEIAS/PR
www.correndocorridas.blogspot.com