segunda-feira, 4 de agosto de 2014

Óbidos





“Já lhe obedece toda a Estremadura”…
Diz naquele padrão que a Vila ostenta,
Obedece-se ao perigo, à aventura,
Ao transpor das barreiras que se enfrenta.
E em noite chuvosa, noite escura,          
Afere-se o limite que se aguenta
Se ao rei, a “Estremadura lhe obedece”
Ao Trilho desta Vila se agradece.


Sem comentários: