quarta-feira, 5 de outubro de 2016

Ainda a Rock'n'Roll Maratona de Lisboa 2016



Vai um gajo até Cascais
Com as pernas a tremer
Porque padece de mais
Deste vício de correr.

E sem treinos,  bem sabia
Que  esta espécie de atleta,
Muito tempo gastaria
Para chegar lá à meta

À meta tão desejada
Por ser palco de emoções.
Separava-nos a estrada
Até ao Parque das Nações.

Vitória!!! Lá consegui
Cumprir mais uma empreitada
Se alguma coisa sofri
Hoje não lembro de nada.

Mas depois, veio  a arrelia
Que me afectou muito mais:
O carro em que voltaria
Tinha ficado em Cascais.

Metro, transbordo, comboio
Mais o tempo que os aguarde
Sem ter qualquer outro apoio…
Almoço às cinco da tarde.

Para ganhar uma medalha
Há muita coisa que falha.
Mas mesmo assim vale a pena
Que isto é uma "g'anda cena"!

4 comentários:

Jorge Branco disse...

Excelente como sempre Mestre Fernando Andrade!
Um abraço.

JoaoLima disse...

Muito bom!

Um abraço

Luis Domingos disse...

Boa Fernando Andrade. Isso é que foi sofrer com prazer.

j. Costa disse...

lindo !!! Grande veia poética ,abraço!