domingo, 3 de dezembro de 2017

19ª Prova do Ano: 5ª Meia Maratona dos Descobrimentos


A foto de família da TAC-Tranquilidade Açoreana Clube











Gosto da Meia Maratona dos Descobrimentos. O nome é feliz e evoca o período áureo da nossa História. Como tal, faz-nos bem ao ego, marcar presença, mesmo sabendo que é grande a probabilidade de apanharmos um tempo desagradável, como tem acontecido nas edições anteriores, em que o frio, a chuva, ou ambos nos acompanham durante os 21 Km dos Jerónimos até…aos Jerónimos, passando por Algés, Santa Apolónia e Rossio.
Desta vez, estava um sol sorridente, que não deixou que o frio da manhã se mantivesse. Apenas um ventinho leve, na viagem para oriente, mas…tranquilo.
Não ia à espera de fazer uma grande marca, até porque passei em claro os meus treinos, desde 24 de Novembro, na Meia (em treino) Nocturna das Lampas, juntamente com cerca de 50 amigos. Por isso, parti mesmo de trás e fui progredindo conforme o corpo o permitisse.
Então e não é que consegui fazer 1.44.15 (!!!) –tempo de chip e 1.45.40 – tempo oficial, classificando-me em 990º (provisoriamente, até se fazerem os acertos finais) e 17º do escalão (?!)
Mais um minuto que em 2016, menos um minuto que em 2015.
Fiquei contente. Como dizia um amigo meu : “- eu tou bom, pá, tou muita bom!”.  Só espero que não seja o canto do cisne.

5 comentários:

JoaoLima disse...

Muitos parabéns Fernando pela grande prova!

Um abraço

nuno cabeca disse...

Parabéns Fernando!

Já que fala da nocturna... este ano não recebi a convocatória, pelo menos não me apercebi :(

Fernando Andrade. disse...

Obrigado João, mas olha que continuas a dar-lhe bem. Assim não há records que resistam. Parabéns também para ti e para o teu trabalho. Abraço.

Fernando Andrade. disse...

Obrigado Nuno.
Pois...a Nocturna, este ano, foi mais fraquita. É provável que tenha havido falhas nos convites (e o evento não estava público). Agarrei na lista de amigos da região de Lisboa e fui convidando. Como tinha um limite de 100 e já ia em 250 convites, tive de parar. Se não o convidei, peço muita desculpa, mas o Nuno é dos que não precisa de convite e é só aparecer (Mas tem é de saber a data, pelo menos!). Grande abraço.

nuno cabeca disse...

Olá Fernando,
Eu é que devia ter perguntado ;) não precisa pedir desculpa...
Em 2018 vou tentar ir pela primeira vez aos trilhos e estar mais atento ao final de Novembro ;)