sexta-feira, 3 de abril de 2020

2ª Edição Maratona da Europa-Aveiro : Assim, não.





DA DECISÃO TARDIA E...DECEPCIONANTE


Caro amigo Paulo Costa (Director da Prova), depois de termos estado tanto tempo a aguardar um comunicado, estávamos convictos de que esse tempo tinha valido a pena pois levaria a Organização a uma ponderação cuidada sobre o cancelamento ou o adiamento da data da 2ª Edição da Maratona da Europa, em que tive o gosto de participar em 2019 e já estava inscrito para 2020. Contra tudo o que seria de esperar, foi entendido transferir a prova para o mês de Outubro, 2 semanas após Lisboa e 2 semanas antes do Porto !!!O ano tem 12 meses e há 3 maratonas em Portugal (a Ecomaratona e a Maratona do Gerês tem características especiais, por isso não as coloquei no mesmo grupo). Se já é mau Lisboa e Porto tão juntas, que dizer de mais uma no mesmo espaço?. Sabemos todos e compreendemos que meio ano de 2020, em termos de corridas, já "voou", mas estamos a falar da mais carismática das provas: a Maratona. A Maratona da Europa veio ocupar um espaço perfeito no nosso calendário, sendo a nova Maratona da Primavera. Em minha modesta opinião, que ninguém pediu e que não conta para nada, saindo da Primavera (por não estarem ainda reunidas as condições para uma data mais próxima) deixa de fazer sentido realizá-la em 2020. Senão, vejamos: 1- É mau que se tenha sobreposto esta Maratona às 2 já consagradas de Lisboa e Porto, como disse acima; 2- É mau para todas, pois os atletas, a juntar à crise de falta de preparação para 3 maratonas, têm o problema económico que ainda não sabemos como irá reflectir-se daqui a 6 meses no nosso bolso;3- As organizações das corridas, principalmente tratando-se da respeitável maratona, deverão complementar-se pois servem o mesmo público, em vez de se castigarem e prejudicando todos . A lista iria por aí fora, mas só estes aspectos que referi, seriam bastantes para que, em nome de uma convivência sadia entre as organizações, a 2ª edição da Maratona da Europa-Aveiro se realizasse apenas em 2021, pois em 2020, por compreensíveis razões, não pôde realizar-se. A ser assim, eu, que já tinha apostado comigo mesmo que também seria totalista na Maratona da Europa-Aveiro, enquanto pudesse, tal como em Lisboa e Porto, vou ter de fazer a minha opção que, por motivos óbvios, vai ser fácil de tomar. Mas fico triste por ter tido esperança num comunicado que tardou e que aponta para a pior solução possível. Como dizia o poeta," Doutos varões darão razões subidas...". Só que, embora as admita, não estou a vê-las. Abraço.

Sem comentários: