quarta-feira, 27 de outubro de 2010

"Viagem" à 3ª Maratona do Porto -2006

Pela 1ª vez, a Ponte D.Luis era incluída no percurso . (O de chapéu vermelho sou eu)
-Foto RunPorto-

Andei a "tomar uns comprimidos" para a minha "blogastenia" e talvez eles tenham tido algum efeito.
Ora, tendo passado em claro, Almeirim e o Tejo, mantenho-me com as atenções centradas na 7ª EDP Maratona do Porto. E, enquanto espero por ela, vou revivendo as edições anteriores.

“Rebuscando” no meu baú de escritos (tenho pena de não encontrar nada sobre a 2ª Maratona do Porto) encontrei o que disse após a 3ª edição desta grande Maratona. A foto acima (foto RunPorto) testemunha a adopção bem pensada do novo percurso ( e actual) que passou a incluir a travessia da Ponte D. Luís e ida à Afurada, ganhando, a partir de então, um cenário ainda mais apelativo. O crescimento tem sido, a partir de então, exponencial, tudo apontando para que, na 7ª edição que se avizinha, seja largamente ultrapassado o milhar de atletas à chegada. Tudo fruto de uma aliança perfeita entre a qualidade organizativa, um percurso de sonho e o carinho com que somos recebidos pela hospitaleira gente da Invicta, onde é tão fácil fazer-se amigos.

Após a 3ª edição, dizia eu, escrevi o seguinte :

 Parabéns 3ª Maratona do Porto


Três vezes ao leme as mãos ergueu;
Três vezes ao leme as reprendeu.

E disse no fim de tremer três vezes:

-Aqui ao leme, sou mais do que eu!
Sou um povo que quer o mar que é teu
E mais que o mostrengo que a minha alma teme
E roda nas trevas do fim do mundo
Manda a vontade que me ata ao leme
De El Rei D. João II .


Cumpriram-se três Maratonas na Cidade do Porto. Cada uma melhor que a outra. Daí ter evocado esta passagem (conclusão) do conhecido poema do Fernando Pessoa e quero dedicá-lo ao Jorge Teixeira e à sua extraordinária equipa.


De certeza que aqui e noutros lugares se falará das virtudes desta Prova. Eu sublinharei o que for dito com justiça! Mas, para já, o que eu pretendo realçar é o espírito de perseverança; de luta; de capacidade de mobilização de vontades. A competência! O acreditar num projecto. O saber esperar!

2006 marca a viragem.


Obrigado por esta excelente Maratona !


Um grande abraço à cidade do Porto.



Porém, nunca cheguei a perceber bem porquê, surgiram comentários pouco abonatórios, na Revista Atletismo, que contrariavam as afirmações do Director da Prova, que queria fazer desta uma das melhores maratonas do Mundo. Acharam exagero e apontaram alguns factores que impediriam esse estatuto. Criou-se algum mal estar entre quem sabia que estava no bom caminho e quem fazia uma apreciação mais exigente, situação que, felizmente, se encontra mais que ultrapassada. Na altura, porém, não resisti a parodiar a situação e, das duas uma, ou “levava” dos dois lados ou aligeirava o tensão existente :



Os meninos da Rebêra do Douro



Estrala a bomba e a revista está no ar
E a notícia não saiu como o esperado
E ele queria quem escrevesse mais bem
Do que aquilo que ali estava relatado.




A Maratona da cidade do Porto é que é
Organizada em "bicos de pé"
A Maratona da cidade do Porto não é como a velha
Que ficou com a pulga atrás da orelha.


Estava a coisa em ambiente sossegado
Só se falava num grande sucesso
Quando vem um artigo publicado
Que virou isto tudo do avesso!


O Teixeira, contente com a Maratona
Deu no duro sem descansar um segundo
Disse que a cidade do Porto era a dona
De uma Maratona das melhores do Mundo.


Houve alguém que ficou incomodado
Como se houvesse por ali peçonha
Vai daí, na Revista põe estampado
Que a Maratona, à chegada, era enfadonha.


Estrala a bomba e a revista está no ar
E a notícia não saiu como o esperado
E ele queria quem escrevesse mais bem
Do que aquilo que ali estava relatado.


A Maratona da cidade do Porto é que é
Organizada em bicos de pé
A Maratona da cidade do Porto não é como a velha
Que ficou com a pulga atrás da orelha


Malta do Porto, Malta da Revista Atletismo... um grande abraço para vocês e ...desculpem qualquer coisinha. Foi só p'a reinar!

4 comentários:

Anónimo disse...

Fernando
uma maravilha estas viagens às edições passadas da "Maratona do Porto" da qual o meu ilustre amigo é totalista.
Dia 7 lá estaremos para mais uma grande Maratona, faltam só ao dias, até lá.
Grande abraço,
António Almeida

ana paula pinto disse...

Adoro! Que mais posso dizer? Com o Fernando, emociono-me algumas vezes, corro, mais vezes, como se ao seu lado fosse e rio outras tantas:-))

De "epopeias" a "sátiras cantadas" este cidadão, em cada passo de corrida, deixa marcas de poeta.

Um grande abraço. Se não falarmos até lá, que a Maratona do Porto seja mais um sucesso para si e, já agora, para toda a organização.
Ana Paula Pinto

Fernando Andrade. disse...

Caros Amigos António e Ana Paula

Muito obrigado pela visita e pelas vossas simpáticas palavras.

Grande Abraço

FA

Jorge Branco disse...

Amigo Fernando por favor envie-me, por mail, o nome dos tais comprimidos para a "blogastenia"!
Espero que não tenham muitas contra-indicações!