terça-feira, 28 de fevereiro de 2012

Lenga-lenga para o meu amigo Zé Carlos


O que se segue só faz sentido depois de se ler o excelente texto do Zé Carlos Melo, sobre o último Trilhos do Sicó-Conímbriga, no blog dos Run4Fun.


Depois da conquista

Da Andaluzia

Está pronto p’ra outra

Ao sétimo dia.



Não estaria só

Pois ele sabia

Que lá p´lo Sicó

Mais de mil havia.



Faltava-lhe o jeito

-Era o que dizia-

P’ra correr em trilhos

Como gostaria:



Pisar pedras soltas

Enquanto descia,

E saltar os ramos

De árvores que via



Trepar, só a quatro

Melhor não fazia

E só compensava

P’las vistas que via.



P’ra descer correndo

Sem a garantia

Que um apoio mal feito

Um pé não partia.



Pensou que se optasse

P’los 21 que havia

Sobrava-lhe tempo

Não se fartaria.



Foi assim que fez

Conforme previa

E agora era esperar

Quem ainda corria



Mas ficar à espera

ele não sabia

Vai ao seu encontro

Fazer companhia



“Piscina a piscina”

Até se esquecia

Não dever andar

de barriga vazia.



Somava “piscinas”

Nem se apercebia

Que correra o dobro

Do que competia.





Começa a tropeçar

Tal como temia

Vem o coxear

Pára a correria.



Por fim a banhoca

Que o retemperaria

E o calmo sossego

Que ele já merecia.



E eis que no balneário

Quando se despia

O bom do Zé Carlos

No chão se estendia



É hipoglicémia

-O que se dizia-

Mas rapidamente

Ele acordaria.



Mas diz-me, agora, Zé Carlos

Que uma dúvida me atormenta

Se trinta e oito… era muito

Vais fazer mais de quarenta !!!???



Rufam tambores

Ran-pa-ta-plan

Vivó Zé Carlos

E os Run4Fun

5 comentários:

João Ralha disse...

Fernando Andrade,

Parabéns pelo belo poema.

Runabraço

Mónica Miguéis disse...

Muito muito bom... Nao sei qual deles o melhor o poeta ou o homenageado... :)))

Carlos Melo disse...

Grande atleta e poeta inspirado Fernando Andrade!
Gostei muito da "lenga-lenga", Excepcional!!

Quem diria que um dia eu haveria de ser alvo de um poema destes, mesmo sendo através de uma corrida pela paisagem de Sicó que foi levada com mais diversão?

Bons treinos e Bons poemas.
Um Grande Abraço!
JCM

Fernando Andrade. disse...

Caro João Ralha
Muito obrigado pelas palavras. É claro que isto não foi feito com o objectivo de ser um poema, mas sim uma brincadeira inspirada no relato do nosso amigo Zé Carlos.Se gostou, fico contente.
Abraço, ou melhor, Runabraço.

Olá, Mónica
De longe que o melhor é o homenageado, que passou a deixar-me completamente "pregado", de há um ano para cá. Grande evolução a dele, que já não tem nada a ver com aquela figura castiça, de óculos, a "atirar p'ró cheínho" que ainda não há muito tempo participava meio timidamente nas provas. Grande Zé Carlos! Onde é que estarão os seus limites?

Amigo Zé Carlos
Ainda bem que gostaste da lenga-lenga. Mas diga-se que, a tua fabulosa evolução na Corrida a par de um grande companheirismo que se vais sabendo espalhar no pelotão, mereceria melhor que esta brincadeira.
Grande abraço.

Carlos Lopes disse...

rnspaO carlos é ... grande atleta, grande amigo... grande Homem..