quarta-feira, 4 de julho de 2012

33ª Corrida das Fogueiras


A grande representação da ACB em Peniche

Com o pessoal amigo do Portugal Running
Regressei a Peniche, depois de uns 4 anos sem lá ir, não que não goste, mas porque outros desafios me foram apresentados.


Gostei da Corrida e da forma como corri.

Da Corrida, há sempre aquele agradável ambiente familiar num cruzar constante com amigos enquanto se aguarda pela hora da partida. Depois, a espera de cerca de 20 minutos a aguardar o sinal e, mesmo assim, demorei mais de 30 segundos a passar pórtico. Mas como havia chip a contar o tempo real, tudo bem. Só não gostei da divisão feita com grades da avenida que dá acesso ao porto. É que, se já era estreita a zona da partida, o “gargalo” que se criou quando estava ainda compacto todo o pelotão, provocou alguns embaraços. Percebe-se que a divisão daqueles corredores fosse para proteger, à chegada, os atletas das Fogueiras, quando ainda muitos das Fogueirinhas vinham a caminhar, mas parece-me que isso poderia ser feito depois de todos lá passarem a 1ª vez.

De resto, tudo foi perfeito. E gostei do preciosismo de nos enviarem a classificação por SMS, pouco tempo depois de concluída a Prova.

Quanto à minha Corrida, também gostei. 1,08,16 (tempo oficial 1,08,48). Há muito tempo que não baixava de 1,10. Foi sempre a “aviar”. Sentia-me bem e aproveitava e, mais uma vez, sem a pressão do relógio. À chegada, logo saberia.

Parabéns à rapaziada de Peniche, que continua a dar cartas na organização de uma Prova das melhores que temos.

3 comentários:

Jorge Branco disse...

"Ganda" tempo! Parabéns! Eu já tenho dificuldade em ir as provas pois atraso a conclusão das mesmas!
Mas se for as Lampas podem ir jantar que eu não me zango! :)
Abraço.

António Almeida disse...

Olá
grande regresso a Peniche, como bem disses uma das mlehores provas e sem margem par adúvida a "nocturna" de eleição.
Pelo 2º ano estive ausente mas Peniche faz parte da minha rota já que não tem havido "fogueiras" para mim mas tem havido a corrida da Praia Norte na qual participei nos dois últimos anos e espero também neste.
Resto de bons treinos até Melides.
Abraço.

Mário Lima disse...

Fernando

Uma prova que a única vez que me lembro que não houve fogueiras, foi quando um ministro hoje presidente, resolveu aumentar em duas horas a hora de verão. Ás 21 eram 19. Fogueiras em pleno dia não tinha razão de ser e "népia", não houve fogueiras pra ninguém.
:)

Mais uma bela prova da tua parte, com um bom tempo feito e mais uma no bornal.

Abraços