terça-feira, 3 de julho de 2012

Helsínquia 2012

Helsínquia 2012 – A sequência

(5000 – Triplo – 10000)


Escapou-lhe por tão pouco o ouro fino
E, num ápice, a reluzente prata,
Que mesmo sendo forte candidata
A Sara tinha o bronze por destino.

Surpresa ainda vem, no feminino
Com a prata da Patrícia, ainda novata,
A quem toda a nação vai ficar grata
Por um sucesso assim tão repentino.

Mas quando a forte Dulce “desengata”
Nesse grande momento vespertino
Melhora, ainda mais, o “figurino”.

Escreve-se Helsínquia a ouro nesta data
Com ele, a Dulce o Euro arrebata
E dá-nos a emoção de ouvir o Hino.


 
1.Jul.2012

5 comentários:

Ricardo Hoffmann disse...

Que coisa linda!
Cidadão, você é demais! Sonetão!

Carlos Castro disse...

Sublime...

Fernando Andrade. disse...

Amigos Ricardo e Carlos
Muito obrigado pelas amáveis palavras e por terem gostado do soneto. As nossas representantes em Helsínquia bem o mereceram. Aliás, mereceriam melhor, mas foi o que saíu e espero que elas tambmém gostem. Grande Abraço.

Anónimo disse...

Mereceram e muito a tua homenagem, agora se o país as merece isso já é outra "estória"...
Abraço,
António Almeida

Fernando Andrade. disse...

OLá António
Foi, de facto, impressionante aquela sequência de resultados em crescendo. Foi pena o Hélio Gomes ter ficado a centésimos do bronze, pois isso tornaria a prestação lusa absolutamente fantástica.
Abraço. (então e o Raide?)