sexta-feira, 14 de junho de 2013

Nos Passos de Pessoa



O grupo organizador






Fernando Pessoa, um de nós

Quando li, no próprio dia, que ia haver um treino – dos temáticos- em Lisboa, em comemoração dos 125 anos do nascimento de Fernando Pessoa,  senti um enorme impulso para estar presente.
“Os Passos de Pessoa” , assim se chamava o evento, estava aberto a quem quisesse participar e tinha sido cuidadosamente preparado por um grupo de corredores amigos, liderado pelo Paulo Lapão, José Bagina,João Campos, Luis Boleto,Miguel Heitor e Sílvio Horta, que fizeram as pesquisas e reconheceram e delinearam o percurso nas ruas de Lisboa, ao longo de cerca de 14 Km.
Juntaram-se cerca de centena e meia de corredores e corredoras, às 19,30, no Largo de S. Carlos, precisamente onde nasceu o Poeta. Após uma breve apresentação,  pés ao caminho, num roteiro turístico-cultural-desportivo que encheu as medidas a todos os participantes. O andamento era moderado, para que todos pudessem acompanhar, mas mesmo assim, eram feitas paragens nos jardins, para reagrupamento e sempre que havia qualquer coisa para comunicar sobre edifícios que tinham a “marca” de Fernando Pessoa.
Tudo ficou bem documentado nas excelentes reportagens fotográficas de José Carlos Melo e de Manuela Folgado.
Não pretendendo alongar-me em considerações sobre o Poeta e sobre o seu génio, hoje dei por mim a rever a sua biografia, a tal que, nas suas palavras,  iria ser coisa simples : “se um dia quiserem escrever a minha biografia, basta que escrevam o dia em que nasci e o dia da minha morte. Entre um e outro, todos os dias foram meus.”
Entre um e outro, digo eu, ficou uma Obra que “o vai da lei da morte libertando” .
Tiro o meu chapéu aos promotores desta iniciativa, porquanto ela constitui a demonstração de que a Corrida pode ser muito mais que correr. E nós temos a sorte de podermos utilizar a nossa locomoção natural, para percorrermos distâncias grandes (que não foi o caso) em busca de locais simbólicos, com história e dessa forma adquirir ou consolidar conhecimento.
Da minha parte, fiquei freguês. Assim continue a mesma equipa, motivada para lançar novos projectos. Um grande bem haja para esta malta.

Sem comentários: