terça-feira, 4 de fevereiro de 2014

Já cheira a Sevilha

Fiz a minha primeira maratona em Dezembro de 1983, a Maratona Spiridon. Gostei muito, mas só passados 10 anos, voltei a correr uma maratona, em Lisboa. Não é que não tivesse gostado da experiência, mas é que não havia mesmo por onde escolher : ou se estava em condições adequadas para a fazer em Dezembro, ou então tinha que se esperar pelo próximo ano.
A ideia de irmos correr a Maratona a Sevilha, surgiu, na brincadeira, depois de termos acabado de fazer a de Lisboa em 1994. Dois meses depois ali estava outra à nossa espera. Na Andaluzia. Sem as facilidades que a net hoje nos concede, arranjei o contacto da organização e, num “portinhol” minimamente entendível, lá consegui fazer as 4 inscrições : Eu, Carlos Neto, António Teles e Domingos Ferreira.
Não tenho relato dessa participação (talvez a Esmeralda Neto tenha algumas fotos dessa 1ª “internacionalização” dos Papa-Léguas de Assafora, a minha equipa dos tempos do Triatlo, até 2004), mas ficaram-me bem registadas na memória, as sensações vividas na 11ª Maratona Cidade de Sevilha, em que tudo era novo : uma pasta party fabulosa com um espectáculo de Sevilhanas completamente inesperado, o local de partida e chegada (Parque Maria Luísa)  ricamente ornamentados com milhares de balões e boa música ambiente, 3000 atletas na Maratona (enquanto por cá, não se chegava aos 300 (!)), a passagem pelo centro histórico da cidade, muito público a aplaudir e a incentivar os atletas, os requintes à chegada…
Claro que fiquei fã desta Maratona e só não estive lá nos anos em que me foi de todo impossível.
Faltam duas semanas e pouco para lá voltar, à 30ª Edição, desta vez em viagem organizada pela Açoreana Clube Banif, a minha grande equipa.


9 comentários:

Jorge Branco disse...

A minha primeira maratona também foi essa de no autódromo em 1983 mas eu fiquei-me por 4 modestas maratonas todas feitas na década 80. Não faço ideia o que é correr uma mega maratona como a de Sevilha.
Quem sabe ainda lá vou um dia...

joao carvalho lopes disse...

Fernando, temos que ir fazer, em Novembro, uma maratona em 3h07, para voltares às "origens" sevilhanas!!!

JoaoLima disse...

Bonitas e ricas recordações!

Lá nos veremos...

Um abraço

Fernando Andrade. disse...

Amigo Jorge, não há megas maratonas. Todas têm 42,195Km, eheh. Agora a sério, o espanto que me causou foi a diferença de atitude do público e aquele número de atletas dispostos a cumprir o desafio, quando aqui eram mesmo poucos, como sabe. Mas tenho a certeza que iria gostar, assim o malvado esqueleto o consentisse. Mas nada de desanimar que o dia há-de chegar.

Grande João Lopes
Olha que me lembro que aquela marca de 3,07 foi decepcionante para mim, pois não consegui melhorar o tempo que tinha feito 12 anos antes, de 3,03h. Dei um estoiro monumental por volta dos 35Km. Agora, baixar das 3,45 já é muito bom cá para o rapaz.

Amigo João Lima
sabe sempre bem pararmos de volta dos documentos que testemunham as nossas "proezas" (pus aspas para aqueles que consideram proezas outros voos, mas cá para mim, se não pusesse não fazia mal, eheh) Mas a minha 1ª sevilhana foi há 18 anos!!!"Cadê" essas performances?? Vemo-nos lá, João.

Abraço a todos.
FA

Nuno Sentieiro Marques disse...

Que historial brilhante e que recordações fantásticas.
Desta vez, lá estaremos contigo Fernando.
Eu para a minha segunda e a Cris para a sua primeira "Sevilhana" :-)
Abraço

Isa disse...

Lá estarei também, mas será apenas a minha segunda maratona,a primeira por terras sevilhanas.

O Fernando tem um historial espectacular! Parabéns por tantas e tão boas corridas.
Tudo a correr bem em Sevilha.

Um beijinho

Fernando Andrade. disse...

Muito obrigado, Nuno e Isa.
Lá nos encontraremos naquela espectacular Maratona.
Abraço.

FA

joaquim adelino disse...

Tenho pena de não ir, tenho por cá uma tareia também a preceito no mesmo dia. A ti e a todos os que lá forem desejo a melhor sorte e que se divirtam conforme as vossas ambições. Abraço

Fernando Andrade. disse...

Obrigado, Adelino. Também tenho pena de não poder ir ao Sicó, mas esta Maratona é especial para mim.
Boa Prova para ti e para a restante malta amiga.
Abraço.
FA