domingo, 26 de maio de 2013

Meu pobre Benfica












1-2



Claro que estou chateado com o desfecho daquilo que há duas ou três semanas atrás, poderia ter sido a época mais gloriosa de sempre do glorioso.
Não quis o destino que assim fosse e resta-me ter a humildade de endereçar àqueles que nos ganharam, as merecidas felicitações pelas respectivas vitórias.
Hoje, na Final da Taça de Portugal, não gostaria que o Benfica tivesse ganhado com aquele golo de ressalto. Mas a atitude da equipa foi a de quem estava satisfeito com o resultado. Depois, a um quarto de hora do fim, em resultado de uma jogada também infeliz, o Vitória empata e passa para a frente do marcador logo na jogada seguinte!
Quantas vezes, do infortúnio de um lance resulta uma alegria exuberante de quem beneficia ou uma tristeza profunda de quem é penalizado? Nem uma nem outra deveria retirar a dignidade no comportamento das pessoas.
Como benfiquista, fiquei triste com o resultado, mas entristeceu-me mais ver o abandono do estádio por parte de grande parte dos adeptos encarnados logo após o 2º golo do Vitória e a debandada logo que o jogo acabou, como que a pensar: “a festa é deles, eles que fiquem!” Não foram todos! Vi imagens de algumas dezenas que ficaram e souberam aplaudir o Guimarães por esta conquista. É perante este punhado de gente que me curvo. Dos que sabem que o jogo acabou e há que reconhecer o mérito ao adversário.
Glória aos vencedores, Honra aos vencidos. Desde miúdo que ouço esta sábia frase. Mas os vencidos que não sabem honrar a glória dos vencedores também não são dignos das vitórias da sua equipa.
Por outras palavras : -ter mau perder é coisa feia e não dá grandeza, antes revela uma grande limitação de espírito.

Quanto ao meu desafortunado Benfica,  há que aguardar por melhor sorte  na próxima época.

6 comentários:

Nuno Sentieiro Marques disse...

É verdade para o próximo ano à mais (começa já em Agosto).

Concordo contigo meu amigo, mas fui dos que saí antes da entrega da taça e já o tinha feito em Amesterdão
Não foi por falta respeito e honra os vencedores, que aplaudi, saúdo e congratulo, mas estava já em perca emocinal demasiado grande.

Ainda por cima hoje, setado na tribuna junto ao corredor onde passavavam os jogadores...não fui capaz de ficar.
Mas lá fui dando os parabéns aos adeptos do Vitória pelos quais ia passando quando saía.

Grande festa, mas com final infeliz para nós...tinha que ser para alguém...este final de época foi muito duro.

Fernando Andrade. disse...

Grande Nuno. Tuj és daqueles que sabe ter a atitude certa, tanto que felicitaste os vencedores. Há uma grande dignidade nisso. Grande abraço e para a próxima, temos que confiar que as coisas irão correr melhor.

Eugenia Do Vale disse...

Talvez quando o futebol passar a ser de novo um desporto, o nosso benfica nos volte a dar alegrias.
beijinho

Jorge Branco disse...

A solução é ir dar duas voltinhas ao Trilho das Lampas que fica melhor da alama!

Fernando Andrade. disse...

É isso, Eugénia. Tudo isto começou a ser...muita areia para o nosso entendimento. Haja genuinos benfiquistas, tanto a nível de adeptos como de jogadores. Beijinho.

Viva, Jorge. Pode crer que a Corrida não nos traz este tipo de desilusões. No futebol, acaba o jogo e uns exultam enquanto que outros se deprimem. Na nossa Corrida, todos ganham. Abraço.

Ricardo disse...

O primeiro golo é em fora-de-jogo, no segundo a bola bate no Luisão e engana o Artur.

A roubalheira continua, e o azar também.

Mas somos e seremos sempre Benfica!

Abraço
Ricardo