quarta-feira, 27 de agosto de 2008

Recordando a 31ª Meia Maratona de S.J.Lampas

Estou a rever algumas fotos da 31ª Meia Maratona de S. João das Lampas e a tentar mostrar-vos. Com efeitos especiais e tudo ! Se conseguir, dou por bem empregue o tempo, pois transmiti alguma coisa. Se não conseguir, vou ter de fazer uma formaçãozinha. Mas tenho cá uma fé, que desta vez vai dar.


3 comentários:

Maria Sem Frio Nem Casa disse...

Grande pinta Fernando! E com legendas e tudo!

Obrigada por me mencionar, junto com o nosso amigo Orlando.

As imagens trazem-me saudades... de correr, da prova, das 2 horas ao lado do Orlando, que me ajudou imenso, acompanhados sempre do sorriso da Leonor... das palmas e palavras do público, do apoio da organização...

S.João das Lampas pela 32ª vez. 4ª vez para mim, onde espero estar à altura, da prova e das pessoas que torcem por mim e que criam este evento para nós, os que gostamos de correr.

Lá estarei Fernando! Aliás, a Meia Maratona de S.João das Lampas ficou gravada na minha agenda de pedra, derretida apenas com sorrisos e alegria. Enquanto houver Ana Pereira e enquanto houver Meia de S.João das Lampas, jamais uma correrá sem a outra.

Absolutamente fã.

Muita sorte e força para acertar o que ainda falta, e lá nos encontraremos Fernando.

luis mota disse...

Olá Fernando!
Parabéns pela organização de mais um evento.
Gostaria imenso de ir. Optei pelo GP de Águas Belas devido a ser próximo da minha residência e ter prova para os meus filhos. Desejo todo o sucesso para a prova.
Grande abraço,
Luís Mota

Fernando Andrade. disse...

Muito obrigado, Ana
pelas pelavras de estímulo (como sempre).
Parece lugar comum dizer que a Meia de S. João das Lampas é uma prova que "se ama ou que se odeia". Em minha opinião, quem a ama é porque vê nela uma prova "naífe" onde tudo é simples (excepto a sinuosidade do traçado); quem a odeia ou é porque menosprezou a sua dureza, ou porque faz comparações com provas de outra dimensão.
À nossa medida, cá estaremos para receber, com o maior prazer, toda a gente que gosta de correr, na pacatez das aldeias saloias, com a consciência de que quem faz, verdadeiramente, a festa são os corredores e corredoras. Nós apenas aproveitamos essa disponibilidade para vos podermos aplaudir.

Amigo Mota, tenho pena que não possa dar cá uma saltada. Talvez para o ano. Obrigado pelos votos de sucesso.