quinta-feira, 26 de fevereiro de 2009

1 Ano

1 Ano

Aos vinte e seis dias do mês de Fevereiro do ano da graça de dois mil e oito, foi colocado na blogosfera, num espaço auto-designado “Cidadão de Corrida”, um texto experimental, que seria o primeiro de muitos outros que se seguiram.

Um ano depois e graças aos amigos e amigas que com maior ou menor regularidade aqui fazem a sua visita ou escrevem o seu comentário, constato que foram ultrapassadas as expectativas que tinha.

Com efeito, a partilha de experiências foi entusiasmante; o aparecimento de novos e muitos amigos foi surpreendente; o número de visitas 12400 (!) deixou-me perplexo.

A todos quero enviar um forte abraço e agradecer muito a atenção que tem sido dedicada a este blogue e eu, conforme posso e sei, obrigo-me a fazer por merecê-la.

Muito Obrigado.

18 comentários:

André disse...

Caro Fernando
isto dos blogues é como a corrida: passo a passo e, quando damos por nós, já estamos a pensar onde é a próxima.
Que venham mais!
Abraço
AB

Carlos Lopes disse...

Caro Fernando

Deixo os meus parabéns pelo blogue, que tanto nós permite gostar mais desta modalidade.

Cris Folgar disse...

Oi Fernando !!!
Que você continue por muitos e muitos anos divulgando seu dia-a-dia com o seu "Cidadão de Corrida" e fiquei certo que estaremos nesta "corrida" contigo !
QUE VENHA O PRÓXIMO ANO !!Parabéns !!!

Duarte Gregório disse...

nao ha duvida que termos visitas e comentários é sempre agradável, assim como a partilha de experiencias e momentos vividos,
ainda mais para quem esta por esse lado, que sempre tem a possibilidade de se encontrar nas provas (por acaso ou não) passando dum conhecimento/amizade virtual para um real.
Abraço e parabéns

António Almeida disse...

Caro Fernando
parabéns pelo 1º ano do "Cidadão", um espaço de referência dos blogues que falam de corridas de rua (e outras).
Continuação dos seus belos relatos e obrigado pela partilha.
Grande abraço,
António Almeida

Maria Sem Frio Nem Casa disse...

Fernando! E eu não disse? Um cidadão com as suas potencialidades, capacidades e conhecimentos, era um crime guardar os seus escritos na gaveta, ou andar simplesmente por aí a semear palavras aqui e ali, em campos de terceiros, alguns minados, outros dependentes da chuva ou do sol para a semente germinar e dar fruto, e ainda sob a ameaça de algum lenhador de machado na mão que a qualquer momento pode sempre deitar a árvore abaixo.

Aqui, só o seu dono, o lavrador que a plantou a pode derrubar se algum dia precisar mesmo desta madeira para fazer móveis. E se isso acontecer, eu compro-lhe pelo menos um guarda-fato e uma mesa rústica de madeira.


Muito Parabéns Fernando e muitos anos de vida a este seu espaço, com muitas e boas estórias para contar, muitos braços e muitos ramos e muitas folhas verdes sempre a renascer em cada Primavera, e a encher a copa que flori e nos regala a alma em cada leitura.

Um beijinho desta admiradora (e outrora lenhadora que usou o machado indevidamente em árvores inocentes e que até hoje disso se arrepende, apesar de ter tido o perdão do seu criador e jamais esquecido: Sálvio Nora)

Ana Pereira

Mark Velhote disse...

Viva Fernando,

Nós é que temos de agradecer por este magníficos espaço que coloca à nossa disposição!

Um abraço

joaquim adelino disse...

Parabéns Fernando pela dedicação sempre empenhada em desenvolver e actualizar o seu, e nosso espaço com interessantes e oportunos temas, alguns ás vezes com alguma necessária irreverência, e que contribui para que esta bonita modalidade e os seus praticantes se sintam melhor no seu seio e também melhor acompanhados.
Que o futuro nos traga ás nossas casas esta visita com a mesma paixão de sempre.
Um abraço.

Ricardo Hoffmann disse...

Fernando, vida longa a este blog! E ao seu autor. Parabéns pelos excelentes relatos aqui deixados nesse primeiro ano. Que venham mais!

MPaiva disse...

Fernando,
Enquanto leitor atento e regular, dou-te os parabéns e felicito-te pela qualidade e interesse dos assuntos tratados no blog.
Continua!

abraço
MPaiva

luis mota disse...

Muitos Parabéns!
Vtos de muitos e bons anos de corrida.

António Bento disse...

Olá Caro Fernando,
E não é que fez muito bem em colocar este espço na blogosfera?
É uma referência, mas, mais do que isso, é um espaço de passagem obrigatório pelo prazer que proporciona a quem por aqui navega.
Um abraço Fernando.
Continuação de muitas e boas corridas, em todas as estradas onde afirma a sua cidadania, que continuarão par anosso gáudio, a dar muitas e boas histórias e estórias.
Até brvee
AB - Tartaruga

Fernando Andrade. disse...

Fico deveras sensibilizado com tanta simpatia aqui revelada. As vossas palavras acabam por me dar uma responsabilidade que eu não pensava necessária. Ter-vos como amigos surgiu sem esforço, mas fazer juz ao que foi dito nestes comentários já me obrigará
ao cuidado de não vos decepcionar.
Muitíssimo obrigado a todos, pelas felicitações apresentadas.
Grande abraço.
FA

Nadais disse...

fernando,

inicialmente peço que reflita também sobre os benefícios que destes aos leitores, com seus textos.

acho qté que nós é que deveríamos agradecer, como de fato o faço agora.

valeu!

nadais

...tuttA... disse...

Mesmo um pouquinho atrasado quero deixar registrado aqui os PARABÉNS pelo aniversário de 1 ano do seu blog.
Concerteza muitos ainda viram pela frente.
Abraços e ótimo final de semana pra você.


...tuttA...
ubiratã-Pr.
www.correndocorridas.blogspot.com

Jorge disse...

Amigo Fernando me desculpa o atraso mais mesmo assim eu parabenizo o blog por completar 1 ano de vida. Vida longa ao BLOG CIDADÃO DE CORRIDA.

Bons treinos e bom final de semana.

JORGE CERQUEIRA

Fernando Andrade. disse...

TuttA e Jorge

Nunca é tarde para receber mensagens agradáveis.
Muitíssimo obrigado pelas felicitações e por se disporem a acompanhar o "cidadão".
Grande Abraço.
FA

Fernando Andrade. disse...

Só agora reparo na indelicadeza que cometi ao não agradecer as palavras amáveis do amigo Nadais.
Peço mil perdões por não lhe ter respondido ao comentário, como fiz com os outros, mas não sei como aconteceu, tanto mais, que tinha lido na hora as suas palavras. Estupidamente, escapou-me.
Não tenho forma de o contactar (pois o link não me dá acesso a nada) e, mesmo correndo o risco de já não ser lido, aqui fica o pedido de desculpas sinceras.
Grande Abraço.
FA