quinta-feira, 23 de dezembro de 2010

FELIZ NATAL


Se considero o triste abatimento
Em que me faz jazer minha desgraça,
A desesperação me despedaça,
No mesmo instante, o frágil sofrimento.


Mas súbito me diz o pensamento,
Para aplacar-me a dor que me traspassa,
Que Este que trouxe ao mundo a Lei da Graça,
Teve num vil presepe o nascimento.


Vejo na palha o Redentor chorando,
Ao lado a Mãe, prostrados os pastores,
A milagrosa estrela os reis guiando.

Vejo-O morrer depois, ó pecadores,
Por nós, e fecho os olhos, adorando
Os castigos do Céu como favores.


Manuel Maria Barbosa du Bocage

4 comentários:

Carlos Castro disse...

E é nisto que o meu amigo Fernando se destaca! Oprtuno e sempre actual, o nosso "Elmano Sadino"... bem referenciado pelo corredor-poeta!
Renovados votos de um excelente Natal, Fernando, e a garantia de continuar a ser seu leitor assíduo em 2011!

Novais disse...

Apesar de não ser um comentador assíduo, este espaço é e será sempre um local de paragem.
Um Bom Natal e que esse barulho incompleto termine para dar inicio ao proximo.

JoaoLima disse...

Um feliz Natal Fernando, e um 2011 com TUDO DO MELHOR!

Um abraço

Fernando Andrade. disse...

Amigo Carlos
Muito obrigado pelas suas palavras gentis.
Boas Festas

Amigo Novais
Muito obrigado pela mensagem e por me ter dado a conhecerf o seu excelente Blogue, que já tomei a liberdade de colocar na barra lateral do cidadão.
Boas Festas


Amigo João Lima
Muitoo obrigado pelos votos formulados que, com o maior prazer, retribuo.
Boas Festas.

Feliz Natal para todos
FA