sábado, 27 de abril de 2013

Falar da UMA




Foi um enorme prazer ter participado, hoje,  no Seminário organizado pelo Clube de Atletismo Amigos do Parque da Paz, no Clube Náutico de Almada.
É que, quando o tema é o Raid /UMA Melides- Tróia, não posso faltar, pois “a minha praia” é mesmo aquela.
Fiz parte do grupo de convidados que tinha por missão “convencer” a assistência (principalmente os que ainda não tinham “ousado”) de que se trata de uma prova que não é nenhum papão.
Coube a João Cunha fazer a apresentação, ao Joaquim Antunes, falar sobre a 1ª série (de 1987 a 1991), quando o sentido da prova era o inverso (de Tróia para Melides); ao Pedro Pessoa, falar das suas vitórias e, na qualidade de treinador, deu conselhos úteis para que se treinasse correctamente, sem cometer os exageros a que por vezes assistimos; a Drª Margarida Moreno, Chefe da Divisão de Desporto da Câmara Municipal de Grândola,  e grande responsável por incutir aos autarcas a sensibilidade necessária para manter e fazer evoluir a UMA,  falou do enorme trabalho que tem sido feito no sentido de promover a Prova e torná-la atractiva para os patrocinadores; e eu que fui incumbido de falar sobre o Melíadas, publicação que se deve exclusivamente a esta Prova no ano de 2005 e seguintes, em que, conforme pude, fui transmitindo muitas das sensações e emoções vividas em cada uma das minhas participações.
Decorrendo num ambiente agradável,  de convívio , foi interessante a troca de experiências de cada um, mas ficando sempre no ar a ideia de que, em cada ano que passa, a prova realiza-se sempre em condições diferentes e imprevisíveis, pelo que o melhor conselho que os mais experientes podem deixar  é para se estar sempre preparado para …a surpresa. E o curioso é que seja ela boa ou má, terminar a UMA deixa-nos sempre num "estado de graça" que só quem passou por ela, poderá entender. Faltam exactamente 3 meses para o dia 28 de Julho. Se quiserem, deixo-vos as dicas que o Pedro Pessoa nos transmitiu neste encontro: 1º Mês -Reforço muscular; 2º Mês - treino de endurance; 3º Mês - Treino específico. Se não foi bem assim, foi isto que eu "apanhei", pois o meu treino preferido é o "treino vadio" que visa unicamente, chegar alegremente a Tróia, cansado, mas feliz da vida.

3 comentários:

l m disse...

Amigo Fernando Andrade, em primeiro lugar, agradecer toda a disponibilidade e prontidão nas respostas às nossas solicitações, bem como felicitar «novamente» pelo excelente trabalho reflectido no «Meliadas», livro soberbamente narrativo de experiências únicas onde propiciam ao leitor a vivência do literário, textos motivadores para o grande desafio que é fazer a UMA.
Muitos parabéns!

Luis Miguel Roque
Presidente da Direcção do CAAPP

Fernando disse...

Gosto do treino vadio :)
Os relatos na primeira pessoa sobre a experiência de participar na UMA e noutras provas são para mim o mais importante. Assim, este blog continua a ser uma referência para mim. Parabéns.

Fernando Andrade. disse...

Muito obrigado, Luis.
Foi um prazer ter estado convosco a falar da UMA.

Muito Obrigado, Fernando.
As palavras são sempre escassas para se fazerem relatos desta aventura, vivida por cada um de forma diferente, mas sempre aliciante. E obrigado por gostar do blogue.


Abraço aos dois.