sexta-feira, 27 de junho de 2008

Corrida das Festas da Cidade do Porto - 2008

Com Jorge Teixeira, o Director da Prova (foto de J.Margarido)

Este homem, de que muito me honro ser seu amigo, com as suas virtudes e defeitos, é merecedor de toda a minha admiração e respeito. Nos seus ombros está a responsabilidade de se rodear das pessoas certas que lhe permitam concretizar tão grandes eventos. E a Corrida, na Cidade do Porto, ganhou um outro estatuto desde que ele assumiu o seu comando na RunPorto. Várias são as ocasiões em que isto se pode comprovar, mas, pelo S. João, a Corrida das Festas da Cidade, talvez porque a alegria paira no ar, tem qualquer coisa de especial, testemunhada por todos os participantes.
Chega-se e sente-se o ambiente de uma recepção acolhedora; visita-se a cidade e é contagiante a simpatia das pessoas; participa-se na corrida e vivemos a Festa. Não importa se estamos entre os primeiros ou entre os “últimos”, que somos tratados com igual simpatia e consideração.
E depois, encontramos sempre gente amiga, com quem podemos partilhar umas “voltas ao bilhar grande” para chegar ao hotel; uma “francesinha” saborosa em sã confraternização enquanto a noite vai caindo sobre a Cidade e sobre o Rio e enquanto a Rússia vai, surpreendentemente, pondo a Holanda de fora no Europeu de Futebol.
Com o Cláudio, a Ana e a Rosa (foto do Pai da Ana)

Quanto à Corrida, se as anteriores edições já mereciam a nota máxima, esta ainda saiu reforçada, tendo-se feito um ajustamento do percurso (passagem pela meta aos 5Km, retorno aos 10km e finalização aos 15km!) que permite um melhor controlo dos caminheiros.
Demorei 1h14m a fazer a Prova, o que não considero mau de todo dada a fraquíssima preparação que tenho feito.
No final, recebemos aqueles “miminhos” com que a Organização nos brinda e que tão bem sabem.
É da maior justiça deixar uma palavra de agradecimento a esta brilhante Organização pelo carinho recebido, felicitando-a por este trabalho que, no mínimo, é exemplar.
Sentimo-nos de tal forma que, logo que o dia acaba, ficamos com saudades.

Sem comentários: