quinta-feira, 15 de janeiro de 2009

24ª Marathon des Sables




Ao folhear a Revista Spiridon, que está a comemorar os seus 30 anos de existência, deparei-me com a feliz notícia de que o seu Director, o conhecidíssimo Prof. Mário Machado, foi convidado para integrar a Organização da Marathon des Sables, a grande aventura da Corrida de 245km em 7 dias, realizada no deserto. Gostaria de felicitar o Prof. pelo reconhecimento que, assim, lhe é prestado pois não há dúvida de que se trata de uma merecida e honrosa distinção. Os leitores ficam com a promessa de que no n º de Maio vai figurar uma reportagem pormenorizada deste grande evento que é uma espécie de “Dakar Apeado”, o “objectivo supremo” que todo o ultramaratonista gostaria de alcançar.
Na última edição desta Marathon des Sables, “disfarcei-me de repórter à distância” e, através do Darbaroud.com, fui acompanhando o desempenho dos portugueses em Prova. Foi emocionante e, este ano, penso fazê-lo de novo e sugiro que vibrem comigo nesta extraordinária aventura. Pena é que os custos envolvidos numa participação desta natureza, não estejam ao alcance do corredor português comum, forçado a correr apenas entre portas, coartado pelo agónico fervilhar da míngua (...onde é que eu já li isto ?).

4 comentários:

António Almeida disse...

Amigo Fernando
má sina ser português, tantas vezes mal-amados na terra que os viu nascer, tantas vezes bem-amados por outras terras...não é diferente com o professor Mário Machado.
Associo-me aqui, se tal me é permitido, neste seu espaço às felicitações que o Fernando endereça ao professor.
Grande abraço,
antónio

joaquim adelino disse...

Ele merece, à muitos anos que está ligado ao desporto e à corrida. Esta chamada é honrosa, Portugal e os seus praticantes da corrida sairão prestigiados por este convite e pelo desempenho que certamente o Professor Mário Machado irá dispensar.
Percorri a lista de participantes e encontrei lá 3 portugueses, não os conheço mas a todos eles desejo corra tudo bem e coragem para os momentos mais difíceis.
Um abraço e não se esqueça de na altura dar aqui notícias desta aventura.

Ricardo Baptista disse...

Caro António,
Realmente é uma pena não poder participar. Há umas quantas maratonas e ultras que eu gostava de fazer, esta é uma delas. Mas os custos elevados não deixam muito espaço para sonhos mais ou menos concretizáveis. Hei-de ir a algumas. Só preciso de arranjar t€mpo...

JP disse...

Boa tarde, caro FA,
terei todo o prazer em conhecê-lo e se possível que me "reboque" pelas subidas da serra... ahahah
A partida é próximo da Periquita? Se calhar, vai um travesseiro como doping...
Eu e os meus pais temos casa na Assafora, passo lá muito tempo e a minha tia é a dona do Restaurante Parcelas, ao pé da Lagoa.
Abraço