domingo, 10 de maio de 2009

Maratona Carlos Lopes

A chegada (Foto de José Gaspar-AMMA)


Vi-me aflito para estar às 7 da matina no Parque das Nações, para apanhar a boleia com malta da minha equipa, para o Estoril. À continha, mas lá consegui! Só que a pressa fez com que não tivesse trocado de sapatos conforme era minha intensão.
Estoril. Via-se pouca gente e faltava cerca de 20 minutos para o começo da “Bike Marathon” (gostava mais de um nome mais a condizer com a nossa língua, mas a globalização “obrigou” a ceder nestas coisas. E noutras também.). Dá-se o encontro com o resto do pessoal da ACB e assiste-se à partida dos ciclistas. Não sei quantos eram, mas vi logo que seriam muito mais que os “apeados”. A foto de família e... os desejos de boa prova a todos.
Do pessoal dos blogues, o primeiro que encontrei foi o Luis Mota, que me falou da merecida homenagem ao grande campeão olímpico e que era pena não haver mais gente nesta prova. Depois, finalmente, tive o grato prazer de conhecer pessoalmente o nosso amigo António Bento “Tartaruga”, que estava acompanhado do Nuno Kabeça e do Carlos Ferreira e ficámos por ali a conversar um bocadinho, quando surge o José Capela todo satisfeito pelo rácio dos atletas da sua terra (7) em relação ao total dos maratonistas presentes.
É dado o tiro da partida. Saímos do Casino do Estoril e fomos dar uma voltinha a Cascais, para tomarmos a direcção do Parque das Nações.
As condições climatéricas não podiam estar melhores : céu encoberto (ameaçando até chuva miudinha, que não chegou a cair) e a ligeira brisa que soprava, vinha mesmo a calhar, pois era a favor da corrida. A paisagem, soberba.
O percurso tinha algumas subidas ligeiras, mas que eram compensadas com descidas. A parte pior do traçado estava na parte final, com um empedrado de 5 ou 6 km.
Da minha prova, digo que saí com alguma cautela, mas o facto de ver um trio da ACB à minha frente (Tam Afonso, Rui Silva e Nuno Coelho) fez com que passados 5 ou 6 km, me fosse aproximando e acabámos por formar um quarteto que durou até à Meia Maratona (1,42). Tempo “demolidor” para que eu me pudesse aguentar nas canetas. A partir daí, pensei que seria “suicida” continuar naquele andamento e resolvi fazer uma prova mais moderada. Sei que é feio registar um split assim, mas não havia remédio. A 2ª Meia teria de ser feita muito mais lentamente.
A partir dos 25, talvez, tive a juda preciosa dos irmãos João e Jorge Serra (que tinham feito a prova de bicicleta) oferecendo gatorade, nas alturas em que mais precisávamos. Foi um acompanhamento precioso, que não podia passar sem registar e agradecer.
Aquela parte final, no empedrado do Parque das Nações é que foi “tramada”. Os ténis, que, como disse, não eram para fazer a prova, começaram a fazer-me bolhas e a marcha começava a tornar-se dolorosa. Mesmo assim, ainda acabei por ganhar algumas posições (5 ou 6) nos últimos km. Termino com 1,33, 15.
À chegada recebo a t-sirt e a medalha das mãos da Rosa Mota, com uma palavra de felicitações e, logo a seguir o nosso colega Nuno Espírito Santo cumpria a promessa feita (pasteis de nata para todos-da equipa,claro está) se conseguisse fazer menos de 3h! E não é que fez 2,55?! Parabéns Nuno.
Havia tenda de massagem, mas não me apeteceu aguardar por cinco pessoas que estavam á minha frente.
Quanto à apreciação que faço desta Maratona, como em todas as outras, há aspectos positivos e outros negativos. Dos positivos destaco a beleza do percurso, a simpatia dos colaboradores, dos meios colocados à disposição dos corredores (cronometragem com tempos reais, transporte do Parque das Nações para a Partida, guarda-roupa) tenda de massagem. Dos negativos, para além do silêncio na divulgação daquilo que teria de ser profusamente noticiado (o caso do transporte era muito importante que todos soubessem) e de um site sem actualização da informação, trouxe alguma insatisfação.
Mas o pior de todos foi a falta de km marcados! Havia o 1º, o 3º, 5º e depois só de 5 em 5km! Nunca o relógio me fez tão pouca falta numa maratona! Relativamente aos abastecimentos, sendo tão poucos atletas, não teria sido complicado (principalmente na 2ª parte da Prova) fazê-los com 2,5km de intervalo.
Gostei de fazer a Prova (ou não fosse ela uma Maratona) mas é urgente que se limem arestas e se trabalhe convictamente na sua promoção.

16 comentários:

Que política em Campolide disse...

“Gostei de fazer a Prova (ou não fosse ela uma Maratona) mas é urgente que se limem arestas e se trabalhe convictamente na sua promoção.”

Arestas??? Limar???

Eu diria umas faixas bem largas, e não podem ser limadas, mas rebarbadas com uma boa e potente máquina!!!

Abraço

Orlando Duarte

joaquim adelino disse...

Essa dos sapatos! Pensamos em tudo e erramos naquilo que é mais importante na corrida, os pézinhos.
Espero que não me aconteça o mesmo quando chegar a hora da verdade, é que comprei uns ténis e estou a prepará-los para as duas provas da areia.
Pela leitura entendi que terias feito 3,33,15h. certo?
É excelente, ainda para mais quando não ouve nenhuma preparação para ela. Pela leitura da mensagem isso foi um misto corrida, diversão, recreação, amizade e também de algum sofrimento, embora contido devido ao empedrado. Assim está bem dá gozo fazer a Maratona, mas este dom também não é para todos, só a experiência adquirida nos transmite os sinais e nos orienta para que póssamos tirar o máximo e melhor proveito que uma corrida destas nos pode dar. Parabéns por isso.
E como esta conversa já vai longa aí vai um abraço e bons treinos até à Costa da Caparica.

Maria Sem Frio Nem Casa disse...

Parabéns Fernando por mais uma Maratona. e... está muito bem no boneco, deixe-me que lhe diga.

Muitos Parabéns

e um beijinho

Ana

Jorge disse...

Grande Fernando meus parabéns pela conclusão da Maratona Carlos Lopes é isso ae amigo...Showww que vcs deram hein...

Receba um abraço forte...

JORGE

Fernando P disse...

Bravo Fernando, essa já está, ainda por cima sem problemas.
É tempo de pensar na próxima ;-)!
Um grande abraço,
Fernando

BritoRunner disse...

Muito bem, mais uma Maratona para o palmarés e segundo o Fernando sem treinos...mas para quem já fez tantas para que os treinos...

JCBrito

r4f disse...

O Run 4 Fun deixa os parabéns ao Fernando, em particular, e aos amigos da Açoreana Banif, em geral.

É um prazer encontrar-vos, treinar convosco (de quando em vez) e competir convosco!

abraço
pelo run 4 fun
Paulo Gonçalves Marcos

João Meixedo disse...

Parabéns, Fernando; pela prova e por não ser daqueles que se limita a bater palmas.
... se é que me faço entender

José Xavier disse...

Caro Fernando;

Estou vendo que lá vai continuando de maratona em maratona e sempre em forma. Parabéns!

Eu cá fiz uma paragem para umas curtas férias e já na próxima semana, estrei de volta com 3 corridas.

Um abraco amigo

José Xavier - Holanda

Paula Pinto disse...

Uns dias sem poder vir aqui e...tantas palavras "perdidas".
Muitos parabéns pela sua não sei quantas (34? esqueci-me) Maratonas.

Que leveza...nem que me "pintasse" toda conseguiria aparentar essa tranquilidade após tantos quilómetros! Com uns míseros metros, toda eu fico vermelha e prestes a rebentar...mas enfim, o Fernando não é uma pessoa qualquer: é um EXCELENTE atleta.

Beijinhos

(Tive conhecimento da referência à Margot, na prova de Constância, mas não consegui arranjar a revista. irei pedir uma nova assinatura)

NK disse...

Olá Fernando,

Não posso deixar de dar os parabéns pela grande vitória no Escalão de Veteranos 3!

José Capela disse...

Bom dia, Fernando.

Notícia fresquinha!

O meu amigo Fernando Andrade foi o 1º Classificado em Vet 3.

Portanto foi mesmo à massa!

Abraço

José Capela

António Almeida disse...

Olá Fernando
parabéns pela vitória no escalão de veteranos 3, excelente.
Abraço.

grupobbb disse...

Parabéns
Não te reconheci quando me cumprimentas-te à chegada, no modesto das 4h.
Um grande abraço bamoximbora
Artur Marona Beja

Zen disse...

Quantas são? Quantas são? Certamente que uma grande colecção!
Parabéns por mais uma 42k e a certeza que ainda há muitas para contar.
Quanto à prova... que pena não ser a sério! Os maratonistas merecem, os portugueses merecem, os lisboetas idem, mas o que merece mais é o nosso grande campeão, Carlos Lopes!

...tuttA... disse...

Mais uma vez estou aqui para parabenizá-lo por mais esta maratona completada.
Dê os meus parabéns também ao seu amigo Nuno, pelo excelente 2h55 de prova.
Vocês realmente correram muuuuuuito!
Abraços e que venham as próximas, não é Fernando??rsrsrs


...tutta...
ubiratã-pr.
www.correndocorridas.blogspot.com