quinta-feira, 29 de setembro de 2011

12ª MMP ou 12ª MMVG

 

 

No último apontamento falei no caso de apenas podermos correr na parte terminal da ponte e no desejo partilhado por muitos, de que a prova partisse da outra banda do rio.


 
Mas esqueci-me de falar noutra coisa : no nome, “Meia Maratona de Portugal”! Porquê esta designação?

 
  • É patriótica, sem dúvida, mas… e todas as outras que existem no País? 
  • É a mais participada ? Não é! 
  • É a mais antiga ? Não é! 
  • É por ser na capital ? Também não é a única! 
  • Terá havido algum consenso para que fosse eleita uma Meia Maratona de Portugal? Não me parece.

 Sinceramente, neste particular, também não estou de acordo..

 
Atenção, que esta observação nada tem a ver com a qualidade da Prova que considero de excelente. Tem a ver, unicamente, com a designação que lhe foi dada.

 
É verdade que as centenas de provas que existem no País têm a designação que entendem dar-lhes, sem que isso seja motivo do mais pequeno reparo. Mas neste caso, não é bem assim.

Na gíria, todos lhe chamam a Meia da Ponte Vasco da Gama! Poderá a Organização – ou outros interesses que desconheço - lutar contra isso, mas é essa a designação natural da Prova. E até seria bom lembrarmos Portugal nos seus tempos áureos, homenageando esse grande Herói.


 

2 comentários:

JoaoLima disse...

Como habitualmente, totalmente de acordo.
Quanto à razão do baptismo, ocorrem-me duas hipóteses:
- Como a da Ponte 25 de Abril tem o nome de Meia-Maratona de Lisboa, subiram um degrau
- No rescaldo da Expo-98, quiseram perpetuar o nome de Portugal

Mesmo que, muito eventualmente, tenha sido alguma destas razões, continua a não fazer sentido.

Para todos, serão sempre a Meia da Ponte 25 de Abril e a Meia da Ponte Vasco da Gama

Joaquim Margarido disse...

É sempre bom passar por aqui e cumprimentar-te.
Assertivo, como sempre!
Um grande abraço.
JOAQUIM MARGARIDO