segunda-feira, 14 de maio de 2012

Corrida pela Selecção

Bem sei que o pessoal já deu para este peditório, mas seria uma oportunidade perdida se não aproveitasse a polémica para aligeirar (ou inflamar?) a discussão em torno do assunto. Lá vai:

Como não há vuvuzela

P’ra dar cabo da audição
Surge, este ano, em lugar dela
Uma nova solução
P’ra apoiar a Selecção.

Eis que o Ricardo Salgado
Um estratega de eleição
Quis que o pessoal apeado
Também lhe desse uma mão
P’ra apoiar a Selecção.

No Sul, no Centro e no Norte
Mobilizou a Nação
P’ra desejar boa sorte
Neste início de Verão
A correr p’la Selecção.

E o “Ricardito”, no Porto
Já sabia, de antemão,
Quem lhe dava mais conforto
P’ra tal organização
P’ra apoiar a Selecção.

Surgiu depois, para espanto
E quiçá, contradição,
Revolta e desencanto
Em onda de indignação
Neste apoio à Selecção.

É que em apoios já nadava
Quem nunca foi campeão
E a nós ninguém apoiava
O que é indigno de perdão.
Apoiar a Selecção ?

Se o Cristiano não precisa
E o Pepe também não
Vamos nós dar a camisa
Quando eles tão pouco dão
E jogam na Selecção!?

Mas se correr representa
A nossa grande paixão
Também isso se orienta
Em sinal de coesão
Seja ou não p’la Selecção

O Teixeira diz que sim
E o Vítor diz que não
O que belisca o festim
Da Corrida em multidão
P’ra apoiar a Selecção.

Quantas vezes bate à porta?
Quantas vezes ouve um não,
Será que isso não importa
Na justa apreciação
Do correr p’la Selecção

Mas por causa de um artigo
Que era só opinião
Não vejo que haja algum perigo
Antes, abre a discussão
Do apoio à Selecção.

Quem se queixa pela míngua
Do que à Corrida nos dão
Não venha a pagar p’la língua
Por terem dito que não
No apoio à Selecção.

Recusar, só pode ser
De quem lhe falta a noção
Do quão difícil é obter
Boa sponsorização
Seja ou não p’la Selecção.

Mas isto é uma reflexão
Que vou lançando na bruma
Correr pela Selecção
Não é asneira nenhuma
Porque a Corrida é só uma!



8 comentários:

Carlos Lopes disse...

Bravo.. vou partilhar

Pedro Carvalho disse...

Muito bom Fernando. Parabéns!

joaquim adelino disse...

Bravo amigo Fernando pelo esforço bem conseguido numa tentativa de dar a volta ao têxto mantendo sempre uma opinião positiva sobre as qualidades da corrida seja em que contexto for. A promoção é para o BES, nós (quem aderir) é que pagamos e continua a ladaínha do custume, pagamos sempre pagamos tudo e sempre os mesmos. Eu apoiarei a Seleção naquilo que me for possível mas assim com esta roupagem e vestimenta não. Abraço

António Almeida disse...

Meu caro
mas afinal onde é que andam os do "contra", pelo que vou lendo não passam de meia dúzia, porquê tanta polémica?
Pelo que vou lendo já há milhares inscritos na prova, continuo sem entender a polémica?
Faz parte da estratégia para dar mais visibilidade (ainda mais) à prova?
Aliás esta era uma receita fácil, corrida (está na moda) e apoio à selecção (pelo que se tem visto desde há muito tal apoio nunca falta), para dar um toque refinado as receitas a reverterm para uma instituição (do mal, o menos).

Acho muito bem que quem quiser vá, acho muito bem que quem não quiser não vá, acho irónico estar-se a criar divisões (ainda que naturalemnte cordiais) entre os nossos (leia-se corredores) por uma corrida que tem como principal objectivo apoiar o...futebol.
Abraço do teu amigo corredor

Anónimo disse...

Todos nós dizemos: “se gostassem todos do amarelo, o que era feito do azul?” De facto, que piada teria o mundo se a única cor fosse o amarelo? Já repararam se todos andássemos vestidinhos da mesma cor e feitio, como acontece ainda nalguns cantos do mundo? Com os ideais e opiniões é a mesma coisa.

Participei no debate, aqui e no blogue do Victor Dias, Correr Por Prazer, e não acho que o debate tenha sido polémico (polémico no mau sentido da peixeirada, agora controverso foi necessariamente). Houve prós, houve contras, mas uma coisa não tenho dúvidas, todos ganhámos com o debate. Por fim, quem quer vai, quem não quer não vai. Eu não vou!

Perguntarão: Mas és contra a selecção? Não, não sou nem nunca serei contra as cores do meu país. Tenho muito orgulho de ser português, povo e país que muito contribuiu para o desenvolvimento do universo. Embora reconheça que passaram por cá, quer na actualidade, quer no passado recente, quer no menos recente, algumas cabecinhas pouco pensadoras e retrógradas… que não me fazem virar contra o meu país e nosso povo!

Neste caso em concreto, já o disse, pode parecer paradoxal, mas enquanto cidadão não sou contra o fim, pelo contrário, enquanto praticante de Corrida não concordo com o meio (usarem a Corrida) e absolutamente contra o princípio: Um segmento pobre do atletismo apoiar o poderoso futebol altamente profissional e elitista que nunca teve um gesto de apoio para qualquer modalidade olímpica!

Um Abraço!

Orlando Duarte

Fernando Andrade. disse...

Obrigado Carlos Lopes,

Obrigado Pedro Carvalho,

Obrigado Adelino, mas repara numa coisa: O patrocinador é um banco (lembro que também corro por um banco e sou teso que nem um carapau) que é, ao mesmo tempo, patrocinador da Selecção. Tu não achas que todas as provas que por aí há (excepto aquelas que são custeadas por dinheiro público)são patrocinadas por empresas tão mais poderosas quanto maior a visibilidade e capacidade organizativa do evento? A "ladainha do costume" de que falas é um defeito do sistema, mas é um custo de viver na sociedade actual.

Oh António então falas-me em meia dúzia deles...mas olha que são "terríveis": repara no Adelino; repara no Orlando. E ainda falta o Jorge Branco (que já se pronunciou noutro sítio), o Mário Lima (tchiiiu que desta vez ele corre-me à pedrada) e tantos outros que falaram no Correr por Prazer. Mas é assim: não acho que isto seja uma polémica mas sim uma discussão agradável em que cada um faz o que bem entende.

Oh Orlando, lá está tu a dizer que estão a "usar a Corrida", que é pobrezinha. Sei que tu pensas: "pobrezinhos mas honrados!" e os outros pensam "-pobres e mal agradecidos -logo agora que nos dispusemos a patrocinar uma grande Prova".
Mas o que mais gosto nisto tudo é que o respeito e amizade se mantém apesar de pontos de vista diferentes.

Grande abraço a todos

Mário Lima disse...

Espero que haja um jogo da seleção para apoiar o Pedro Basílio a ter a prótese que tanto necessita para praticar o desporto que tanto gostamos, ou para um angariar de fundos para os nossos "paraolímpicos" irem a Londres sem terem que estender a 'mão' a quem lhes possa comprar t-shirts, esferográficas como já o fiz.

Enquanto eu não ver isso,"Correr pela Seleção"? Não obrigado!

Os meus 5€ foram bem entregues na corrida "Terry Fox". Onde estavam nesse dia os que agora apoiam ou correm pela seleção?

Mas cada um apoia o que bem entender; uma seleção que vai fazer turismo e uma Federação que vai pagar o que mais nenhuma paga, 30.000 € por dia!!!

ABS

Mário Lima disse...

Fernando

Tenho o costume de primeiro escrever o que penso, depois então passo os olhos pelos comentários. Dizes que por isto 'corro-te à pedrada'. Sabes bem que fiquei 'ferido' pelo teu ponto de vista relativamente ao PD. E o 'patrão' do PD veio-me dar razão. A campanha não era destinada aos pobres, pois os pobres não têm 100 € para comprarem... (palavras dele).

Confesso que tu como cidadão que lutas em tribunal contra a propotência dos que se julgam acima da lei, não terias essa visão de uma campanha vil contra ao 1º de Maio.

Confesso que até escrevi «Até Sempre!» no teu tema como uma despedida minha a ti.

Mas(há sempre um Mas na vida), quando te vi a correr ali na meia da areia, pensei para comigo que se f... o PD, não posso é perder este Amigo e corri atrás de ti dando-te um copo de água, enterrando ali o 'machado' de guerra.

Não há PD ou outra coisa qualquer que seja maior que a Amizade.

Abraços!