terça-feira, 30 de junho de 2009

Peniche-Porto e a questão das datas sobrepostas

Ninguém me encomendou o sermão, mas acho que é importante que se fale das razões que terão levado a que, este ano, a Corrida das Festas da Cidade do Porto, se tivesse arrastado uma semana e, fatalmente, sobrepor-se à Corrida das Fogueiras em Peniche.
Tal situação obrigou a que os “habitués” de ambas as provas, se vissem obrigados a optar.
Não tendo feito uma comparação com os resultados do ano transacto, numa apreciação um bocadinho “ a olho” talvez possa concluir que a mais prejudicada tenha sido a Corrida do Porto, pois a de Peniche apresentou um acréscimo considerável de participantes.
A realização em Leiria do Campeonato da Europa de Selecções, na data que, por tradição, corresponderia à Corrida do Porto, obrigou a que a Organização tivesse de repensar a data.
Sendo certo que, se para a esmagadora maioria dos atletas, esse factor não teria a menor importância (pois uma coisa é a alta competição e outra são as corridas populares) há um outro factor que deve ser ponderado, em termos de Organização. É que a realização de uma grande competição internacional como é o caso dos Campeonatos referidos, absorveria a atenção dos órgãos de comunicação social e todo o mediatismo recairia sobre esse evento, deixando para um plano muito secundário a Corrida das Festas. Como se sabe, toda a Organização assume a responsabilidade de dar toda a visibilidade possível às marcas que a patrocinam. Obscurecê-las poderia fazer perigar colaborações futuras.
Há quem possa pensar que o adiamento da Prova terá sido demasiado penalizador e que talvez se pudesse manter a data, apelando à compreensão dos patrocinadores para uma eventual “quebra” mediática. De uma coisa tenho a certeza: a Organização ponderou seriamente os prós e os contras e, à luz dos critérios que lhe pareceram os que menos prejudicariam a Corrida, tomou a sua decisão. O resultado foi o que se viu: ainda que tenha tido menos alguns atletas, foi grande a competição nas posições cimeiras e todos os participantes se sentiram satisfeitos por lá terem estado.

3 comentários:

joaquim adelino disse...

É uma excelente apreciação da forma como foi possível juntar estas duas provas no mesmo dia. Também penso que ambas não saíram penalizadas, apenas alguns atletas se podem lamentar por tal ter acontecido, aqui as organizações das provas devem fazer um esforço para respeitar os atletas, pois estes são os que fazem a festa e devem ver também a sua vontade respeitada.
Abraço.

MPaiva disse...

Não me tinha lembrado dessa situação e, assim sendo, parece-me perfeitamente lógico que a organização do Porto se tenha visto forçada a alterar a data da prova.
Espero que no próximo ano possamos retomar a data habitual e talvez nessa altura consiga fazer a minha estreia em Peniche.

abraço
MPaiva

João Paulo Meixedo disse...

Agradecemos a explicação.
Ficamos pois esclarecidos de que foi o vil metal o responsável, como aliás já sopúnhamos.
Preferia que se tivesse realizado no fim-de-semana anterior, ou mesmo no dia de S. João, que eu dispensaria de bom grado as t-shirts de altíssima qualidade oferecidas pelo patrocinador, bem como a lata de atum.
Abraço,
JP