quinta-feira, 11 de junho de 2009

A Vaga




Pela vaga dos ultras fui varrido,
Quando em águas serenas chapinhava,
Colei-me à prancha, firme e decidido
Arrastado p‘la força que chegava.
Não sei onde vou dar e, já esquecido
Do que a antiga musa nos cantava
Só espero aqui voltar após os cem
Com estórias que não lembram a ninguém.

3 comentários:

joaquim adelino disse...

Vai e trás boas notícias.
Com calma pois o Trail espera-te e eu não quero fazer aquilo sozinho.
Abraço.

runningirl disse...

Ola,

Passando por aqui para te deixar um abraço e agradecer o apoio que tens me dado através de seus comentários que são uma fonte de energia para mim.

grata amigo e um beijo grande.

Sandra

Fernando Andrade. disse...

Muitíssimo obrigado amigos Adelino e Sandra.
Não quero decepcionar quem acredita em mim.

Estou de partida.
Grande abraço.
FA