sexta-feira, 19 de novembro de 2010

No teu Poema

Não vou falar de Corrida, mas reportar-me ao tempo em que comecei a ficar  "virtuosamente viciado" como diria o nosso amigo Vitor Veloso.
Gostei disto e partilho convosco

Ano:1976
Intérprete :Carlos do Carmo
Letra : José Luis Tinoco
Música : José Luis Tinoco
Orquestração : José Calvário
Título da Canção: No teu Poema

NO TEU POEMA
EXISTE UM VERSO EM BRANCO E SEM MEDIDA
UM CORPO QUE RESPIRA, UM CÉU ABERTO
JANELA DEBRUÇADA PARA A VIDA
NO TEU POEMA EXISTE A DOR CALADA LÁ NO FUNDO
O PASSO DA CORAGEM EM CASA ESCURA
E, ABERTA, UMA VARANDA PARA O MUNDO.
EXISTE A NOITE
O RISO E A VOZ REFEITA À LUZ DO DIA
A FESTA DA SENHORA DA AGONIA
E O CANSAÇO
DO CORPO QUE ADORMECE EM CAMA FRIA.
EXISTE UM RIO
A SINA DE QUEM NASCE FRACO OU FORTE
O RISCO, A RAIVA E A LUTA DE QUEM CAI
OU QUE RESISTE
QUE VENCE OU ADORMECE ANTES DA MORTE.
NO TEU POEMA
EXISTE O GRITO E O ECO DA METRALHA
A DOR QUE SEI DE COR MAS NÃO RECITO
E OS SONOS INQUIETOS DE QUEM FALHA.
NO TEU POEMA
EXISTE UM CANTOCHÃO ALENTEJANO
A RUA E O PREGÃO DE UMA VARINA
E UM BARCO ASSOPRADO A TODO O PANO
EXISTE UM RIO
O CANTO EM VOZES JUNTAS VOZES CERTAS
CANÇÃO DE UMA SÓ LETRA
E UM SÓ DESTINA A EMBARCAR
NO CAIS DA NOVA NAU DAS DESCOBERTAS
EXISTE UM RIO
A SINA DE QUEM NASCE FRACO OU FORTE
O RISCO, A RAIVA E A LUTA DE QUEM CAI
OU QUE RESISTE
QUE VENCE OU ADORMECE ANTES DA MORTE.
NO TEU POEMA
EXISTE A ESPERANÇA ACESA ATRÁS DO MURO
EXISTE TUDO O MAIS QUE AINDA ME ESCAPA
E UM VERSO EM BRANCO À ESPERA DO FUTURO.
  


Fonte

4 comentários:

MPaiva disse...

Isto cantado é muito, mas mesmo muito bonito!

abraço
MPaiva

Fernando Andrade. disse...

Não seja por isso Miguel.
Aí vai o som.
Abraço.
FA

ana paula pinto disse...

Lindo...

e é "no teu poema", "em verso em branco" que, tantas vezes, dou vida a uma vida sem vida...

Vai demorar muito tempo (afinal) até que eu tenha matéria sobre corrida, na 1ª pessoa, para escrever.

Beijinho

Vitor Veloso disse...

Andrade,
34anos de corrida tem mesmo gosto do que faz, "virtuosamente viciado".
Tem 34 anos a musica, Francamente não conhecia, mas hoje da gosto de ouvir.
Ate mais logo
grande abraço
Vitor Veloso