sábado, 5 de junho de 2010

Poooooooooooó - Pooooooooooó



Não há rua nem viela
De qualquer povoação
Que não tenha a vuvuzela
A massacrar a audição.

Mas que ideia mais fatela
Surgiu na Federação
Pôr o som da vuvuzela
A apoiar a Selecção

Não sendo de tradição
Nem “feeling” nem vuvuzela
A única explicação
Só pode estar na "cadela".

Basta acender uma vela
E muita concentração
E esquece-se a vuvuzela
P'ra dar sorte à Selecção.

Mas se ao som da vuvuzela
Portugal fôr campeão
Temos de levar com ela
Como hino da Nação.

E se -por suposição-
“I’ll get a” vuvuzela
Passará por cima dela
A roda de um camião.

4 comentários:

Maria Sem Frio Nem Casa disse...

Oh Fernando não me diga nada! Que raio de moda havia de pegar! Ou eu é que sou do contra?

Um beijinho

Ana

Avicor disse...

Fala Fernando !!um abraço bem brasileiro ai pra vc !!

Estamos ai na copa do mundo rumo ao hexa rsrsr

valeu um abraço e bons treinos !

www.avicor.blogspot.com

Jorge Branco disse...

“Grande” Fernando! Adorei! Posso meter um link no Último Quilómetro para este post com a foto da maldita “corneta”?

Fernando Andrade. disse...

OLá Ana
Não é só a Ana que é do contra. Ainda não vi foi ninguém a favor, a não ser os tontinhos que falam na televisão em "energia positiva"!
Positiva para quem? Quando é que uma coisa irritante pode ser positiva? enfim... "crânios".
Beijinho
FA


Olá Avicor
obrigado pela visita.Olhe e que ganhe o melhor sem ser torturado pelas vuvuzelas.
Abraço.
FA

Caro Jorge
Vamos mesmo contestar a adopção desta "música" como "estímulo nacional" e aproveitar a matéria prima para... reciclar. Que saiam pífaros, que pelo menos sempre dão umas notas e não troam nos ares.
Abraço.
FA